Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/912988
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Florestas - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 19-Jan-2012
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: AGUIAR, A. V. de
CORREA, A. P. A.
SOUSA, V. A. de
DAROS, T. L.
SHIMIZU, J. Y.
Informaçães Adicionais: ANANDA VIRGINIA DE AGUIAR, CNPF; Ana Paula Araujo Correa, Estagiária da Embrapa Florestas; VALDERES APARECIDA DE SOUSA, CNPF; Tiago Luiz Daros, Estagiário da Embrapa Florestas; Jarbas Yukio Shimizu, Pesquisador aposentado da Embrapa Florestas.
Título: Variação genética em progênies de Pinus caribaea var. bahamensis em Barra Velha, SC.
Edição: 2011
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 6., 2011, Búzios. Panorama atual e perspectivas do melhoramento de plantas no Brasil. [Búzios]: SBMP, 2011.
Idioma: pt_BR
Conteúdo: Pinus caribaea var. bahamensis Morelet vem demonstrando alto potencial para produção de madeira e de resina no Brasil. Diante da expectativa de obtenção de material genético de alta produtividade dessa variedade, a proposta deste trabalho foi de estimar parâmetros genéticos em caracteres de crescimento em um teste de procedências e progênies estabelecido em Barra Velha, SC. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso com 47 progênies e uma testemunha, distribuídas em nove blocos, cada parcela composta por seis plantas em linha, plantadas no espaçamento de 3 x 3 m. O ensaio foi mensurado aos sete e aos quinze anos após o plantio. Foram avaliados: diâmetro do tronco à altura de 1,3 m (DAP) e altura total. Os componentes da variância e os parâmetros genéticos foram estimados pelo método REML/BLUP, com dados desbalanceados, empregando-se o software SELEGEN-REML/BLUP (Resende, 2007). Não foram detectadas variações significativas entre procedências ou progênies. Os efeitos de parcela e de plantas dentro de progênies foram significativos. O coeficiente de determinação estimado variou de 9,00 a 11,08 %. As árvores atingiram médias de 13,84 m, 18,74 cm em altura e DAP, respectivamente, aos sete anos de idade. Aos 15 anos o DAP médio foi de 27,98 cm. O coeficiente de determinação de parcelas foi de 11,09 % em DAP. Portanto, a seleção para DAP pode ser mais eficiente dentro do que entre progênies ou em nível individual.
Thesagro: Progênie.
Pinus Caribaea
Ano de Publicação: 2011
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011AnandaCBMPVariacaoPinus.pdf29,72 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace