Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/924021
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Soja - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 8-Mai-2012
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: MOSCARDI, F.
BUENO, A. de F.
BUENO, R. C. O. de F.
GARCIA, A.
Informaçães Adicionais: FLÁVIO MOSCARDI, UEL; ADENEY DE FREITAS BUENO, CNPSO; REGIANE CRISTINA OLIVEIRA DE FREITAS BUENO, FESURV; ANTONIO GARCIA, CNPSo - Pesquisador aposentado.
Título: Soybean response to different injury levels at early developmental stages.
Edição: 2012
Fonte/Imprenta: Ciência Rural, Santa Maria, v. 42, n. 3, p. 389-394, mar. 2012.
Idioma: en
Conteúdo: This study evaluated the effects of different soybean injury levels at early growth stages of the plants. The experiments were carried out in two different growing seasons, using a randomized complete block design, with 11 treatments in the first and 10 treatments in the second season, and four replications. The 'BRS 133' soybean cultivar was used, and the injury levels tested were: 1-Control; 2-Removal of 1 cotyledon; 3-Removal of both cotyledons; 4-Removal of both cotyledons + 1 unifoliate leaf; 5-Removal of both cotyledons + both unifoliate leaves; 6-Removal of 1 unifoliate leaf; 7-removal of both unifoliate leaves; 8-Cut below unifoliate leaves; 9-Removal of trifoliate leaf sprouts; 10-Total defoliation; 11-Total defoliation + removal of apical bud (only in the first trial). Injury was manually imposed, and insecticides were applied weekly to prevent injury by insects. The results showed that the soybean yield was reduced only when the injury was severe enough to cause plant stand reductions as a consequence of plant death. This occurred for treatments 5, 10 and 11. Under the other treatments, the soybean plants were able to recover. These findings show that the recommended economic threshold of 30% defoliation to initiate pest control is safe, and should be accepted by growers. Resposta da cultura da soja a diferentes intensidades de injúria nos estágios iniciais de desenvolvimento. Este estudo avaliou os efeitos de diferentes níveis de injúria nos estádios iniciais de desenvolvimento das plantas de soja. Os experimentos foram realizados em duas diferentes safras agrícolas em delineamento de blocos completos casualizados, com 11 tratamentos na primeira e 10 tratamentos na segunda safra, e quatro repetições. A cultivar utilizada foi a 'BRS 133' e os níveis de injúria foram: 1-Testemunha; 2-Remoção de 1 cotilédone; 3-Remoção de ambos os cotilédones; 4-Remoção de ambos os cotilédones + 1 folha unifoliolada; 5-Remoção de ambos cotilédones + ambas as folhas unifolioladas; 6-Remoção de 1 folha unifoliolada; 7-Remoção de ambas as folhas unifolioladas; 8-Corte abaixo das folhas unifoliadas; 9-Remoção do broto das folhas trifolioladas; 10-Desfolha total; 11-Desfolha total + remoção da gema apical (apenas no primeiro ensaio). A injúria foi realizada manualmente e inseticidas foram aplicados semanalmente para impedir injúria por insetos. Os resultados evidenciaram que a produção de soja foi reduzida somente quando a injúria foi severa o suficiente para provocar a redução do estande em consequência da morte de plantas. Isso ocorreu nos tratamentos 5, 10 e 11. Nos demais tratamentos, as plantas foram capazes de se recuperar, o que comprova que o nível de ação de 30% de desfolha que é recomendado para iniciar o controle é seguro e deve ser respeitado pelos sojicultores.
Thesagro: Soja
Desfolha
Praga de planta
NAL Thesaurus: Soybeans
Insect pests
Defoliation
Ano de Publicação: 2012
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPSO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
soybean.adeney.cienc.rural42.3.2012.pdf48,19 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace