Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/937371
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Pecuária Sudeste - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2012
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: ARAÚJO, R. O. de
MARCONDES, C. R.
EVERLING, D. M.
WEBER, T.
LOPES, J. S.
GARNERO, A. del V.
GUNSKI, R. J.
RORATO, P. R.
Additional Information: UnB/BRASÍLIA; CINTIA RIGHETTI MARCONDES, CPPSE; UFSM/SANTA MARIA; TOMÁS WEBER, UFSM/SANTA MARIA; JADER SILVA LOPES, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA/SÃO GABRIEL; UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA/SÃO GABRIEL; UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA/SÃO GABRIEL; UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA/SANTA MARIA.
Title: Abordagem bayesiana multivariada para características de crescimento, fertilidade e escores visuais de rebanhos da raça Brangus.
Publisher: Pesquisa agropecuária brasileira, v. 47, n. 8, p. 1077-1086, 2012.
Language: pt_BR
Keywords: Amostragem de Gibbs
Características morfológicas
Modelo de limiar
Precocidade de acabamento
Description: O objetivo deste trabalho foi estimar parâmetros genéticos e tendências genéticas e fenotípicas de uma população da raça Brangus. As características peso, circunferência escrotal e escores visuais de conformação, precocidade, musculatura e umbigo, padronizadas para 550 dias de idade, foram avaliadas a partir de 6.789 registros de animais nascido de 288 touros e 5.949 vacas, entre 1991 e 2001, em 49 fazendas localizadas nas regiões Centro‑Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Para a estimação dos parâmetros, das correlações e das tendências genéticas, foi adotado o modelo animal linear‑limiar hexacaracterística. As estimativas de herdabilidade direta foram de 0,39 e 0,27, para peso e circunferência escrotal, respectivamente, e de 0,22, 0,20, 0,23 e 0,33 para conformação, precocidade, musculatura e umbigo, o que indica considerável variação genética aditiva e que é possível obter ganho genético por meio da seleção. As correlações genéticas entre peso e circunferência escrotal com os escores de conformação, precocidade e musculatura mostram a possibilidade de resposta correlacionada. As tendências genéticas estimadas indicam grande contribuição de fontes de variação não genéticas para todas as características no período estudado, e apontam a necessidade de melhoria das condições ambientais, para que os animais expressem todo seu potencial genético.
Data Created: 2012-10-22
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPPSE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PROCI2012.00130.pdf1,25 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace