Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/939252
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Agroindústria Tropical - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 8-Nov-2012
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: SERRANO, L. A. L.
MARINATO, F. A.
MAGIERO
STURM, G. M.
Informaçães Adicionais: LUIZ AUGUSTO LOPES SERRANO, CNPAT; Fábio Altoé Marinato, Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espiríto Santo; Marcelo Magiero, Universidade Federal do Espiríto Santo; Gustavo Martins Sturm, Universidade Federal do Espiríto Santo.
Título: Produção de mudas de pimenteira-do-reino em substrato comercial fertilizado com adubo de liberação lenta.
Edição: 2012
Fonte/Imprenta: Revista Ceres, Viçosa, v. 59, n. 4, p. 512-517, 2012.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Piper nigrum L.
Nutrição mineral de plantas
Massa de matéria seca total
Conteúdo: As doenças provocadas por patógenos de solo vêm causando sérios prejuízos à pipericultura nacional, em consequência da morte prematura das plantas. Em razão disso, o objetivo deste trabalho foi avaliar a produção de mudas de três genótipos de pimenteira-do-reino, em substrato comercial isento de solo, e determinar as doses adequa-das de adubo de liberação lenta, para cada genótipo, nesse substrato. Foram produzidas mudas clonais dos genótipos ?Guajarina?, ?Iaçará? e ?Cingapura?, em substrato comercial composto por casca de pínus e vermiculita. Ao substrato, foram misturadas cinco doses de adubo de liberação lenta, fórmula NPK 15-09-12: 0,0; 2,5; 5,0; 7,5 e 10 kg m -3. Aos 120 dias após a repicagem, os resultados mostraram que houve diferenças de crescimento entre os genótipos para todas as características avaliadas, com exceção de altura de plantas. Houve efeito das doses do adubo para todas as caracterís-ticas avaliadas, porém a interação entre genótipos e doses do adubo foi constatada somente para o número de folhas e massas de matérias secas do sistema radicular e total. As mudas de ?Guajarina? foram as que obtiveram maior massa de matéria seca total, enquanto as de ?Cingapura? obtiveram o menor valor. As doses do adubo que proporcionaram os valores máximos de massa de matéria seca total das mudas foram 4,4 kg m -3 para ?Guajarina?; 6,4 kg m -3 para ?Iaçará? e 5,3 kg m -3 para Cingapura?.
Ano de Publicação: 2012
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPAT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AB212006.pdf133,33 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace