Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/950458
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 21-Fev-2013
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: BARROS, H. S. D.
PEREIRA, A. G.
MORAIS, C. B. de
CRUZ, E. D.
SILVA, A. C. da
SILVA, E. A. A. da
Informaçães Adicionais: HELLEN SÍGLIA DEMÉTRIO BARROS, UNESP; ADRIANO GONÇALVES PEREIRA, CPATU; CRISTIANO BUENO DE MORAIS, UNESP; ENIEL DAVID CRUZ, CPATU; ALEXANDRE CARNEIRO DA SILVA, UNESP; EDVALDO APARECIDO AMARAL DA SILVA, UNESP.
Título: Avaliação da variabilidade genética para caracteres morfométricos em uma população de Parkia gigantocarpa Ducke .
Edição: 2012
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Melhoramento florestal
Parâmetros genético.
Conteúdo: Parkia gigantocarpa Ducke é uma arvore de grande porte, hermafrodita, encontrada em áreas de floresta, nos Estados do Pará e Amazonas. O objetivo desse trabalho foi estudar a variabilidade genética de matrizes de P. gigantocarpa pela estimativa de parâmetros genéticos para caracteres de frutos e sementes no pré-melhoramento da espécie. Determinou-se o peso dos frutos, número total de sementes/fruto, número de sementes boas/fruto e peso de sementes boas/fruto. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com 15 tratamentos (matrizes) e 5 repetições de 10 frutos/parcela. Os caracteres peso do fruto (5,31%), número total de sementes/fruto (3,70%), número de sementes boas/fruto (11,13%) e peso de sementes boas/fruto (12,30%) foram analisadas através do coeficiente de variação experimental, obtendo valores considerados adequados. Os coeficientes de herdabilidade apresentaram valores relativamente altos, indicando sucesso na seleção destas características nas próximas gerações. Em plantas individuais a herdabilidade (h2g) variou de 25,0 % a 48,0%, sendo considerado de moderado a alto e para a herdabilidade média entre matrizes (h²mm), o valor foi acima de 90,0 %, sugerindo expressivo controle genético. A população de P. gigantocarpa apresentou variabilidade genética de moderada a alta, com potencial de seleção para os caracteres morfométricos analisados e a possibilidade de alto potencial de seleção entre matrizes.
Thesagro: Seleção.
Ano de Publicação: 2012
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Parkiagigantocarpa1.pdf214,22 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace