Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/953050
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Agrobiologia - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 1995
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: BALOTA, E. L.
LOPES, E. S.
HUNGRIA, M.
DOBEREINER, J.
Additional Information: ELCIO LIBÓRIO BALOTA, IAPAR; ELY SIDNEY LOPES, IAC; MARIANGELA HUNGRIA DA CUNHA, CNPSO; JOHANNA DÖBEREINER, PESQUISADORA DA AGROBIOLOGIA IN MEMORIAN.
Title: Interações e efeitos fisiológicos de bactérias diazotróficas e fungos micorrízicos arbusculares na mandioca.
Publisher: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia v. 30, n. 11, p. 1335-1345, 1995.
Language: pt_BR
Keywords: Indoleacetic acid
Indoleacetic acida
Interacao planta microorganismo
Interacao planta-microorganismos
Molecular signals
Plant-microbe ineractions
Plant-microbe interactions
Sinais moleculares
Sinal molecular
Memória Johanna Döbereiner.
Description: Visando conhecer as interações entre fungos micorrízicos arbusculares e bactérias diazotróficas na cultura da mandioca (Manihot esculenta Crantz), foram conduzidos vários experimentos para avaliar os efeitos de exsudatos de mandioca e de bactérias nos fungos micorrízicos, e a produção de ácido indolacético (AIA) in vitro pelas bactérias diazotróficas. Os experimentos evidenciaram que as bactérias diazotróficas estimularam a colonização micorrízica de Glomus clarum a partir do 30o dia. Os exsudatos de mandioca e das bactérias não apresentaram efeito na germinação de Gigaspora gigantea, mas influenciaram seu crescimento micelial. A adição de exsudatos de mandioca estimulou o crescimento das bactérias diazotróficas in vitro, evidenciando que podem existir, nos exsudatos, substâncias que atuariam como sinais moleculares ou estimulantes do crescimento, e não como fatores nutricionais. As bactérias diazotróficas apresentam ainda capacidade de produzir AIA in vitro. Azospirillum lipoferum isolado da mandioca produziu até 130 mM de AIA após 48 horas de incubação, ao passo que Klebsiella sp. produziu cerca 60 mM e a Bactéria E, aproximadamente 20 mM.
Thesagro: Ácido Indolacético
Mandioca.
Data Created: 2013-03-14
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPAB)


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace