Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/971105
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Soja - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 13-Nov-2013
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: RIBEIRO, R. A.
DELAMUTA, J. R. M.
HUNGRIA, M.
Informaçães Adicionais: RENAN AUGUSTO RIBEIRO, CNPSO; JAKELINE RENATA MARÇON DELAMUTA, UEL; MARIANGELA HUNGRIA DA CUNHA, CNPSO.
Título: Emprego da metodologia de MLSA em avaliações de filogenia e taxonomia de rizóbios: estudo com Rhizobium spp. Microssimbionte de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.).
Edição: 2013
Fonte/Imprenta: In: IBEROAMERICAN CONFERENCE ON BENEFICIAL PLANT - MICROORGANISM - ENVIRONMENT INTERACTIONS, 2.; NATIONAL MEETING OF THE SPANISH SOCIETY OF NITROGEN FIXATION, 14.; LATIN AMERICAN MEETING ON RHIZOBIOLOGY, 26.; SPANISH-PROTUGUESE CONGRESS ON NITROGEN FIXATION, 3., 2013, Sevilla. Microorganisms for future agriculture. Sevilla: Universidad de Sevilla; ALAR; SEFIN, 2013.
Páginas: p. 143-144.
Idioma: pt_BR
Conteúdo: RESUMO: Estudos taxonômicos desempenham um papel relevante na valoração da diversidade microbiana do solo. A metodologia de MLSA (Multilocus Sequence Analysis) tem possibilitado incrementar o conhecimento da biodiversidade bacteriana do solo, bem como a descrição de novas espécies. Neste estudo, quatro genes housekeeping foram utilizados para estabelecer as relações filogenéticas entre 19 estirpes de Rhizobium spp. microssimbiontes do feijoeiro. Além de obter maior definição das relações filogenéticas, o MLSA indicou possíveis novas espécies de rizóbios ainda não descritas.
Thesagro: Feijão.
Ano de Publicação: 2013
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPSO)


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace