Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/981402
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 1997
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: CHU, E. Y.
ENDO, T.
STEIN, R. L. B.
ALBUQUERQUE, F. C. de
Additional Information: ELIZABETH YIN CHU, CPATU; TADAMITSU ENDO; RUTH LINDA BENCHIMOL, CPATU; FERNANDO CARNEIRO DE ALBUQUERQUE, CPATU.
Title: Avaliação da inoculação de fungos micorrízicos arbusculares sobre a incidência da fusariose da pimenta-do-reino.
Publisher: Fitopatologia Brasileira, v. 22, n. 2, p. 205-208, jun. 1997.
Language: pt_BR
Keywords: Pimenta-do-reino.
Description: A fusariose (Fusarlum solani f. sp. piperis) da pimenta-do-reino (Piper nigrum) é a doença mais devastadora à cultura na região amazônica. As medidas de controle preconizadas são dispendiosas e não apresentam controle adequado da doença, sendo necessário estudos de novos métodos de controle. Objetiva-se avaliar a possibilidade de reduzir a incidência da fusariose, através da inoculação com fungos micorrízicos arbusculares (FMAs). Foi realizado um experimento com plântulas de pimenta-do-reino, cv. Guajarina, em casa de plástico. Utilizaram-se quatro espécies de FMA: Scutellospora sp., S_ heterogama, S. gilmorei e Entropliospora colombiana. A pré-inoculação foi feita pela deposição de solo-inóculo em contato direto com as raízes das plântulas, na fase cotiledônea, em copos de 500 mJ, contendo solo fumigado. Após três meses e meio, as plântulas foram transferidas para vasos de plásticos de quatro quilos, contendo mistura de solo fumigado e inóculo de F. solani f. sp. piperis na proporção de 0,2% (v/v). Durante o transplantio, foi feita urna reinoculação de FMA, colocando solo-inoculo das mesmas espécies no fundo do vaso de plástico. A incidência da doença foi avaliada quatro meses após o transplantio. A incidência da fusariose foi de 5%,10%,15%,35% e 85% para os tratamentos de S. gilmorei, E. colombiana, S. heterogama, Scutellospora sp. e a testemunha, respectivamente. A inoculação com FMA reduziu de 50 a 80% a incidência da doença, em relação à testemunha, sendo que S. gilmorei apresentou o maior potencial para redução da doença (80%), maior produção de matéria seca das plantas sobreviventes (11,7 g por planta) e maior percentagem do comprimento das raízes colonizadas pelo FMA (55,18%). Pelos resultados obtidos, há perspectiva de se incorporar o uso de FMA num programa de controle da fusariose de pimenta-do-reino.
Thesagro: Doença
Fusariose
Fusarium Solani.
Data Created: 2014-02-27
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
205.pdf4,2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace