Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/993943
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Rondônia - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 2-Set-2014
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: SOUZA, D. K.
LIMA, R. A.
TEIXEIRA, C. A. D.
PEDROSO, L. A.
FACUNDO, V. A.
GAMA, F. de C.
SANTOS, M. R. A. dos
Informaçães Adicionais: Daniella Karine Souza, UNIR; Renato Abreu Lima, UNIR; CESAR AUGUSTO DOMINGUES TEIXEIRA, CPAF-RO; Lunalva Aurélio Pedroso, UNB; Valdir Alves Facundo, UNIR; FARAH DE CASTRO GAMA, CPATSA; MAURICIO REGINALDO ALVES DOS SANTOS, CPAF-RO.
Título: Potencial fungicida do extrato etanólico obtido das sementes de Pachira aquatica AUBL. sobre Fusarium sp.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: Ciência e Natura, Santa Maria, v. 36, n. 2, p. 114?119, mai-ago. 2014.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Atividade fungicida
Controle biológico
Interação ecológica
Conteúdo: O interesse em metabólitos secundários tem crescido muito nos últimos anos devido à sua ampla utilização como matéria prima na preparação de substâncias com atividade biológica. Portanto, baseado nesse grande interesse, realizou-se o presente trabalho, com o objetivo de avaliar o potencial fungicida do extrato etanólico de sementes de Pachira aquatica (25 mg.mL-1) sobre Fusarium sp. Para obtenção do extrato bruto, o material vegetal foi deixado em maceração com etanol 95%, durante sete dias, após isto, o solvente foi evaporado e o extrato etanólico foi obtido. Os ensaios biológicos foram realizados com colônias de F. sp. Os resultados foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e comparados pelo teste de Tukey . O crescimento micelial foi avaliado durante quatro e seis dias após a inoculação das colônias. Como resultado, observou-se que os diâmetros médios foram de 24 e 27,8 mm, para o gênero Fusarium, e 64 e 67,4 mm, para o tratamento controle. A esporulação foi avaliada no 6º dia após a inoculação do fungo e obteve um desenvolvimento de 43 conídios.mL-¹, quando tratados com extrato das sementes e 110 conídios.mL-¹, para o controle. O extrato etanólico das sementes inibiu significativamente o crescimento micelial, esporulação e foi considerado tóxico a Fusarium sp.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CPAF-RO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ArtigoCienciaeNatura2014.pdf369,13 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace