Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/994464
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 8-Set-2014
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SOUSA, E. C.
CRUZ, E. D.
Informaçães Adicionais: Erivanessa Costa Sousa, BOLSISTA FAPESPA; ENIEL DAVID CRUZ, CPATU.
Título: Biometria de frutos e sementes e germinação de sucupira-da-terra-firme (Diplotropis purpurea (Rich.) Amshoff).
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 18.; SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 2., 2014, Belém, PA. Anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2014.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Características biométricas
Plântulas normais.
Conteúdo: Diplotropis purpurea (Rich.) Amshoff, conhecida como sucupira-da-terra-firme, é uma espécie arbórea com madeira de excelente qualidade. O objetivo do trabalho foi avaliar as características biométricas dos frutos e sementes e determinar a taxa de germinação das sementes de Diplotropis purpurea (Rich.) Amshoff. Determinou-se a massa fresca, comprimento, largura e espessura dos frutos e sementes, o número de sementes boas, chochas e furadas por fruto. A semeadura ocorreu em substrato de serragem e areia (1:1), em quatro repetições de 50 sementes. Foram quantificadas as porcentagens de germinação, plântulas anormais e de sementes mortas. Na biometria dos frutos e das sementes foi observada ampla variação entre os mesmos. A emergência foi lenta e desuniforme iniciando no 13° dia após a semeadura e atingiu o máximo aos 77 dias com 83%. A porcentagem de plântulas anormais foi de 5,5%, sementes mortas de 11,5%.
Thesagro: Sucupira.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Pibic27.pdf215,01 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace