Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/994741
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 10-Set-2014
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: CASTRO, G. L. S. de
LEMOS, O. F. de
MORAES, F. K. C.
SANTOS, L. R. R. dos
Informaçães Adicionais: Gledson Luiz Salgado de Castro, MESTRANDO UFRA; ORIEL FILGUEIRA DE LEMOS, CPATU; Fabrícia Kelly Cabral Moraes, DOUTORANDA UFRA; Lana Roberta Reis dos Santos, DOUTORANDA UFRA.
Título: Ácido naftalenoacético promovem enraizamento in vitro de genótipos de Piper nigrum L.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 18.; SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 2., 2014, Belém, PA. Anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2014.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Auxina sintética
Pimenteira-do-reino
Rizogênese
Enraizamento in vitro
Conteúdo: O enraizamento in vitro é uma etapa importante no processo de micropropagação, pois permite a constituição de plantas completas para posterior aclimatização às condições ex-vitro. O objetivo do trabalho foi verificar o efeito do ácido naftalenoacético (ANA) no enraizamento in vitro de brotos da cultivar Bragantina e do híbrido intra-específico (Apra x Guajarina). Os brotos foram inoculados em meio de cultura constituído da metade das concentrações dos sais minerais MS (1/2 MS), 3% de sacarose, vitaminas MS, 0,2% de phytagel e adição de 0,05 mg L-1 de ANA. Após 21 dias em sala de crescimento com fotoperíodo de 16 horas, intensidade luminosa de 3.000 lux e temperatura de 25 ± 3°C foram avaliados a percentagem de brotos enraizados e contagem do número de raízes, número de gemas e número de folhas. Para cada genótipo foram utilizadas 10 repetições, sendo um frasco com quatro ou cinco brotos por repetição. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado e os dados foram submetidos à análise da variância. Os resultados mostraram 100% de brotos enraizados para os dois genótipos de Piper nigrum L. Entretanto, o número médio de raízes foi maior para o híbrido. Para o número médio de gemas e número médio de folhas não foram observadas diferenças entre os genótipos. Pode-se concluir que há enraizamento in vitro dos genótipos de P. nigrum L. a partir de brotos em meio 1/2 MS com 0,05 mg L-1 de ANA que promove raízes em todos os brotos.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Pibic80.pdf168,51 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace