Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1015071
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Semiárido - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2015
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: MATIAS, J. R.
SILVA, T. C. F. dos
OLIVEIRA, G. M. de
ARAGÃO, C. A.
DANTAS, B. F.
Additional Information: JANETE RODRIGUES MATIAS; TAINARA CRISTINE FERREIRA DOS SANTOS SILVA, Universidade do Estado da Bahia; GILMARA MOREIRA DE OLIVEIRA, Universidade do Estado da Bahia; CARLOS ALBERTO ARAGÃO, Universidade do Estado da Bahia; BARBARA FRANCA DANTAS, CPATSA.
Title: Germinação de sementes de pepino cv. Caipira em condições de estresse hídrico e salino.
Publisher: Revista SODEBRAS, v. 10, n. 113, p. 33-39, maio. 2015.
Language: pt_BR
Keywords: Estresse hídrico.
Description: Em condições de estresse, as espécies apresentam sensibilidade diferenciada. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a germinação de sementes de pepino sob estresse salino e hídrico. Para tanto, foram desenvolvidos dois experimentos utilizando-se sementes de pepino cultivar Caipira. Em ambos experimentos utilizou-se delineamento experimental inteiramente casualizado, com oito tratamentos e 4 repetições, com 50 sementes por repetição. No experimento 1 as sementes germinaram em soluções salinas a partir de soluções de NaCl, nas condutividades elétricas (CE) de 0,0 a 14,0 dSm-1. No experimento 2, para simular estresse hídrico as sementes foram submetidas a germinação com soluções de polietilenoglicol (PEG 6000), nos potenciais osmóticos 0,0 a -1,4 MPa. Em ambos experimentos as sementes foram distribuídas em papel germitest, embebidos com soluções de NaCl ou PEG, na proporção de 2,5 seu peso. Foram confeccionados rolos que foram mantidos em germinador durante oito dias a 25ºC. Ao final, avaliou-se emissão radicular, tempo médio de germinação (TMG), velocidade média de germinação (VMG) e índice de velocidade de germinação (IVG), coeficiente de uniformidade (CUG). Sob estresse salino, apesar de a emissão radicular não ser prejudicada, o TMG e o IVG apresentaram resposta linear positiva e negativa, respectivamente com o aumento da CE. A VMG aumentou, em valores de CE mais altos. Sob estresse hídrico, a germinação manteve-se superior a 90%, até o potencial osmótico -0,4 MPa, em -0,8MPa não houve germinação. A partir de -0,2 MPa o TMG aumentou, a VMG e o IVG diminuíram.
Thesagro: Pepino
Germinação
Semente
Cucurbitaceae
Salinidade.
Data Created: 2015-05-08
ISSN: 1809-3957
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Barbara3.pdf923,29 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace