Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1020594
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorMORETTO, G. A.pt_BR
dc.contributor.authorRODRIGUES, C. A. G.pt_BR
dc.contributor.authorCRIBB, A. Y.pt_BR
dc.contributor.authorFURTADO, A. L. dos S.pt_BR
dc.contributor.otherANDRE YVES CRIBB, CTAA.pt_BR
dc.date.accessioned2015-07-28T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2015-07-28T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2015-07-28pt_BR
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.other12839pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1020594pt_BR
dc.descriptionA ranicultura demonstra ser promissora no Brasil, principalmente como atividade rural voltada à agricultura familiar e aos pequenos agricultores. A presente pesquisa objetivou levantar preliminarmente os ranários ativos existentes atualmente na região Sul e a sua distribuição espacial, além de delimitar áreas potenciais naturais e áreas com restrições de temperatura mínima do ar, umidade relativa do ar e altitude para a criação da rã-touro-gigante (Lithobates catesbeianus Shaw, 1802). No levantamento preliminar, foram contabilizados 16 ranários distribuídos em dois municípios do Paraná (PR), 5 em Santa Catarina (SC) e 2 no Rio Grande do Sul (RS). Entre os estados da região Sul, somente uma pequena área do PR, localizada entre as mesorregiões do noroeste paranaense e norte central paranaense, apresentou potencial natural ideal para o criatório. As áreas com restrição de temperatura mínima do ar representam uma grande área dos estados do PR e SC e a porção sudeste e nordeste do RS. As áreas com restrição de temperatura mínima e umidade relativa do ar estão localizadas na faixa sudoeste do RS e na faixa centro-norte do PR. O número reduzido de ranários na região Sul deve-se, muito provavelmente, à necessidade de instalações climatizadas ou de manejo voltado à adequação microclimática das instalações.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/127037/1/RE13509.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherIn: CONGRESSO INTERINSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 7., 2013, Campinas, SP. Anais... Campinas: IAC, 2013.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Agroindústria de Alimentos - Resumo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.subjectSul do Brasil.pt_BR
dc.titleÁreas potenciais para a criação de rã-touro-gigante (lithobates catesbeianus SHAW, 1802) na região Sul do Brasil.pt_BR
dc.typeResumo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2016-02-29T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroRaniculturapt_BR
dc.subject.thesagroZoneamento Climático.pt_BR
dc.format.extent21-8pt_BR
dc.ainfo.id1020594pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2016-02-29pt_BR
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CTAA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RE13509.pdf452,54 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace