Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1034108
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2015
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: CORDEIRO, H. K. C.
MENEZES, C.
SILVA, M. F. M. da
Additional Information: Hayron Kalil Cardoso Cordeiro, GRADUANDO UFRA; CRISTIANO MENEZES, CPATU; Marcelo Flávio Moraes da Silva, GRADUANDO UFRA.
Title: A influência das chuvas na produção de própolis e batume em espécies de abelhas sem ferrão.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA, 25., 2015, Fortaleza. Dimensões tecnológicas e sociais da zootecnia: anais. Fortaleza: Sociedade Brasileira de Zootecnia, 2015.
Language: pt_BR
Keywords: Meliponicultura
Pluviosidade
Resinas vegetais.
Description: Própolis é uma mistura de resinas vegetais coletadas por abelhas para fazer a proteção da colônia. Esse produto nas abelhas sem ferrão não tem utilização comercial, por falta de estudos que comprovem sua eficiência farmacológica. Objetivou-se verificar se a sazonalidade da cidade de Belém-PA influência na produção de própolis e batume em algumas espécies de abelhas sem ferrão. Para a realização do trabalho foram escolhidas 6 espécies de abelhas, das quais 3 espécies produziam própolis mais resinosas e as outras 3 mais sólidas. Foram utilizadas: Frieseomelitta cf. longipes, F. flavicornis, Scaptotrigona postica, Melipona flavolineata, M. fasciculata e M. melanoventer. O experimento foi conduzido no laboratório de botânica da Embrapa Amazônia Oriental, Belém-PA, de Out/2013 a Jul/2014. A espécie mais produtiva foi M. flavolineata com 187,19 g de batume/mês em média. Demais espécies: M. fasciculata 103,41 g/mês; M. melanoventer 94,05 g/mês. Todas essas espécies diminuíram sua produção em 64,22% nos períodos chuvosos. Nas espécies produtoras de própolis, a que melhor se destacou foi a F. longipes com 36,06 g/mês em média. Outras espécies obtiveram 10,01 g/mês (F. flavicornis) e 17,87 g (S. postica). Esta última sofreu maior variação na produção, caindo em até 61,37%. Nas outras, houve pouca influência da precipitação. Conclui-se que todas as espécies produtoras de batume apresentaram variações ao longo do ano e que na produção de própolis a precipitação teve pouco influência.
Thesagro: Produção Animal.
Data Created: 2016-01-15
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Zootec1.pdf120,64 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace