Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1083576
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Semiárido - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2017
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: MIRANDA, R. de Q.
GALVÍNCIO, J. D.
MOURA, M. S. B. de
JONES, C. A.
SRINIVASAN, R.
Additional Information: RODRIGO DE QUEIROGA MIRANDA, Universidade Federal de Pernambuco; JOSICLÊDA DOMICIANO GALVÍNCIO, Professora da UFPE; MAGNA SOELMA BESERRA DE MOURA, CPATSA; CHARLES ALLAN JONES, Pesquisador visitante no exterior, Texas A&M University N; RAGHAVAN SRINIVASAN, Pesquisador visitante no exterior, Texas A&M University.
Title: Análise espacial do balanço hídrico na Caatinga da Bacia do Rio Pontal.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROMETEOROLOGIA, 20; SIMPÓSIO DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E DESERTIFICAÇÃO NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO, 5., 2017, Juazeiro, BA. A agrometeorologia na solução de problemas multiescala: anais. Petrolina: Embrapa Semiárido; Juazeiro: UNIVASF; Campinas: Sociedade Brasileira de Agrometeorologia, 2017.
Language: pt_BR
Keywords: Bacia do Rio Pontal
Índice de área foliar
Mudanças Climática
Climatic
Climatic changes
Description: Mudanças na cobertura e uso da terra têm desencadeado mudanças drásticas na cobertura vegetal em várias partes do planeta Terra, causando grandes perdas, modificações e fragmentação de habitats, além da degradação do solo e da água, o que afeta vários microclimas, composição de espécies, interações e estrutura trófica de comunidades. Este estudo tem como objetivo analisar o balanço hídrico da Caatinga na bacia do rio Pontal. A bacia hidrográfica do rio Pontal está localizada em uma região oeste do estado de Pernambuco, e ocupa uma área de 6.057 km2. O SWAT (Soil and Water Assessment Tool) requer dados observados em quatro componentes essenciais: relevo, clima, solos, e uso e cobertura da terra. O projeto foi criado com o auxílio da ferramenta ArcSWAT, e configurado para simular mensalmente 7 anos, iniciando em 2004 até 2010. No centro da bacia, a Caatinga é mais densa, e a Evapotranspiração é maior. O escoamento superficial foi maior nas áreas norte e sul, onde a densidade da Caatinga também é menor. Normalmente, esse padrão seria inversamente proporcional a percolação devido à pobre infiltração de água no solo em áreas de vegetação esparsa, mas devido à forte influência da ET nas áreas de vegetação mais densa, a maior parte do volume de água é direcionado para atender as demandas de transpiração. A compreensão do balanço hídrico é fundamental, uma vez que estas áreas naturalmente servem de tampão para o escoamento superficial, que está intimamente relacionado com perda de safras e deslizamentos de terra em áreas residenciais.
Thesagro: Caatinga
Clima
Evapotranspiração
Cobertura do Solo
Uso da Terra
Data Created: 2017-12-26
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Magna8.pdf278,06 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace