Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1087546
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Agrossilvipastoril - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2017
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: FREITAS, M. A.
FALEIRO, V. de O.
SILVEIRA, J. C. S.
PRANDO, W. L. M.
WRUCK, D. S. M.
Additional Information: M. A. FREITAS, JEM ANALISES AGRICOLA-APARECIDA DE GOIANIA; VALERIA DE OLIVEIRA FALEIRO, CPAMT; J. C. S. SILVEIRA, FASIPE-SINOP; W. L. M. PRANDO, FASIPE-SINOP; DULANDULA SILVA MIGUEL WRUCK, CPAMT.
Title: Patogenicidade de isolados de Fusarium spp. EM SOJA/ Pathogenicity of Fusarium spp. isolates at soybean.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 50.; WORKSHOP BRASILEIRO DE FERRUGEM DA SOJA, 2.; INTERNATIONAL SCLEROTINA WORKSHOP, 16., 2017, Uberlândia. Do manejo à edição do genoma: anais. Uberlândia: [s.n.], 2017.
Language: pt_BR
Keywords: Fungo de solo
Fitopatógeno
Ilpf
Integração lavoura-pecuária-floresta
Sistema integrado
Sinop
Mato Grosso
Description: Diferentes espécies de fungos habitantes do solo, incluindo Fusarium, Rhizoctonia, Sclerotium, Macrophomina e Pythium infectam culturas de importância econômica e causam consideráveis perdas. Na área experimental da Embrapa Agrossilvipastoril, foram retiradas amostras durante a estação chuvosa do ano, na safra 2015/16, para caracterização da população de fungos fitoparasitas habitantes do solo, nos diferentes sistemas de integração lavoura pecuária floresta (iLPF). Com o intuito de verificar a patogenicidade de isolados de Fusarium spp obtidos, conduziu-se o teste de patogenicidade em soja. Vasos contendo uma mistura autoclavada de solo e areia (1:3), foram semeados com a variedade TMG 132. Após 10 dias da semeadura, efetuou-se o desbaste, deixando-se duas plantas por vaso para a inoculação. Seis isolados de Fusarium spp (40P1; 02B, 20P1, 08P5, 35B e 10B) foram selecionados aleatoriamente para o teste. A inoculação do fungo foi realizada pela técnica do palito de dente. Os palitos foram esterilizados e colocados sobre placas de Petri contendo B.D.A, onde os isolados foram semeados. Aos 7 dias após a incubação, o micélio colonizou os palitos. 15 dias após a semeadura procedeu-se a inoculação, introduzindo o palito colonizado no coleto da planta. A testemunha recebeu palitos de dente não inoculados. Após inoculação as plantas foram deixadas em câmara úmida por 48 hs. Em seguida foram mantidas em sala climatizada com temperatura de 25oC e com irrigação manual. Após 21 dias da inoculação procedeu-se a avaliação, através de observação dos sintomas. A avaliação foi qualitativa, constatando-se ou não a ocorrência de murcha. Dos seis isolados testados (40P1; 02B, 20P1, 08P5, 35B e 10B), três (02B, 20P1 e 08P5), foram patogênicos às plantas de soja. A próxima etapa da pesquisa é a identificação, através de técnicas moleculares, das espécies dos isolados de Fusarium spp. utilizados nesse trabalho.
Thesagro: Fungo
Solo
Murcha de fusarium
Data Created: 2018-02-09
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CPAMT)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017cpamtvaleriafaleiropatogenicidadeisoladosfusariumsojamt0664.pdf188,37 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace