Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1103628
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Semiárido - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2018
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: CARVALHO, E. S. S. de
BIASOTO, A. C. T.
CORREA, L. C.
NASCIMENTO, D. C. do
LIMA, M. A. C. de
DRUZIAN, J. I.
Additional Information: Erika Samantha Santos de Carvalho; ALINE TELLES BIASOTO MARQUES, CPATSA; LUIZ CLAUDIO CORREA, CPATSA; Danilo Cardoso do Nascimento; MARIA AUXILIADORA COELHO DE LIMA, CPATSA; Janice Isabel Druzian.
Title: Influência do estádio da maturação da uva no teor de compostos fenólicos e capacidade antioxidante do vinho tinto touriga nacional do Vale do São Francisco.
Publisher: In: ENCONTRO NACIONAL DA AGROINDÚSTRIA, 4., 2018, Bananeiras. Anais... Bananeiras: UFPB: CABA, 2018.
Language: pt_BR
Keywords: Vinho tropical
DPPH
Vale do São Francisco
Description: Este trabalho avaliou a influência do estádio da maturação da uva sob o conteúdo de compostos fenólicos e capacidade antioxidante do vinho tinto ?Touriga Nacional? produzido no Submédio do Vale do São Francisco. Os tratamentos corresponderam a elaboração de vinhos de uvas colhidas em três estádios de maturação, com intervalos de colheita de sete dias entre eles, quando as bagas atingiram teor de sólidos solúveis de 20,5°Brix (tratamentoT1), 23,9°Brix (tratamentoT2) e 26,3°Brix (tratamentoT3 - sobrematuração). Os vinhos foram elaborados experimentalmente pelo método tradicional para vinhos tintos. A capacidade antioxidante foi avaliada pelo método DPPH e 26 compostos fenólicos foram quantificados por cromatografia líquida de alta eficiência utilizando os detectores de arranjo de diodo e fluorescência (HPLC-DAD-FD). Os resultados mostraram que para aprimorar a qualidade nutricional do vinho ?Touriga Nacional?, a uva deve ser colhida em obrematuração fisiológica, visto que o vinho do tratamento T3 destacou-se em capacidade antioxidante e apresentou concentrações significativamente mais elevadas que os demais de (-) epigalatocatequina galato, ácidos caféico e p-cumárico, trans-resveratrol, cempferol-3-O-glucosideo, isorhamnetina-3-Oglucosídeo, miricetina e peonidina-3-O-glucosídeo. Apenas o conteúdo de ácido caftárico e cianidina-3-O-glucosídeo foram reduzidos quando foram utilizadas uvas com maior grau de maturação, referentes aos tratamentos T2 e T3.
Thesagro: Vinho
Enologia
Maturação
Composto Fenólico
NAL Thesaurus: Vines
Wines
Research
Data Created: 2019-01-11
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ACgaloaproceedingsIVENAG97969.pdf1,05 MBAdobe PDFView/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace