Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1122475
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Informática Agropecuária - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2020
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: SILVA, F. S. G.
MACHADO, G.
SILVA, F. C. da
MARCHIORI, L. F. S.
CASTRO, A. de
SILVA, V. F. da
Additional Information: FABIO SOUSA GUEDES SILVA, FATEC PIRACICABA; GILCENI MACHADO, FATEC PIRACICABA; FABIO CESAR DA SILVA, CNPTIA, FATEC PIRACICABA; LUIS FERNANDO SANGLADE MARCHIORI, FATEC PIRACICABA; ALEXANDRE DE CASTRO, CNPTIA; VANESSA FERNANDA DA SILVA, FATEC PIRACICABA.
Title: Avaliação experimental e panorama da cana energia na cadeia produtiva sucroenergética: caracterização e identificação de potencialidades.
Publisher: In: JORNADA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FATEC DE BOTUCATU, 8., 2019, Botucatu. Anais... Botucatu: Fatec, [2020].
Pages: p. 1-8.
Language: Portugues
Notes: JORNACITEC 2019.
Keywords: Poder calorífico
Teor de fibras
Açúcares totais recuperáveis
Description: RESUMO. É recente a utilização de cana energia nas usinas, sendo poucas as que estão aderindo a essa tecnologia pela necessidade de entendimento das mudanças nos sistemas de produção e de seus coeficientes técnicos. Esse artigo objetivou estudar as variedades de cana energia Vignis 3 (tipo 1) e Vignis 1126 (tipo 2), fornecidas pela empresa Vignis, e comparadas com a variedade açucareira (convencional) RB 867515. Implantou-se experimento de campo em solo de baixa fertilidade com 18 parcelas de 5 ruas de 10 metros, em três locais, cada local representando em duplicata, para comparação em termos biométrico, composicional e energético. A cana energia tipo I apresentou teor médio de fibra de 15,1%, a tipo II 18,8%, enquanto a convencional 14,2%; em termos de ATR, as canas energias atingiram 80% e 67% da cana convencional, respectivamente. Na avaliação energética da unidade de fibra seca de cada material, uma das variedades de cana energia demonstrou grande potencial para combustão, sendo 17 e 8% superior à cana convencional, respectivamente em poder calorífico. A cana energia é uma opção agrícola que possui um perfil apropriado para suprir a necessidade do mercado energético, especialmente por permitir o cultivo em solos de baixa fertilidade e alta resiliência ambiental.
Thesagro: Cana de Açúcar
NAL Thesaurus: Sugarcane
Data Created: 2020-05-21
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPTIA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliacao-experimental-Jornacitec-2019.pdf271,95 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace