Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1132945
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorMATOS, D. C. P. de
dc.contributor.authorFELIX, F. C.
dc.contributor.authorKRATZ, D.
dc.contributor.authorWENDLING, I.
dc.contributor.authorSOUSA, V. A. de
dc.date.accessioned2021-07-14T12:02:12Z-
dc.date.available2021-07-14T12:02:12Z-
dc.date.created2021-07-14
dc.date.issued2021
dc.identifier.citationIn: EVENTOS ARAUCÁRIA: PESQUISA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIAS PARA SISTEMAS DE PRODUÇÃO, ERVA-MATE XXI: INOVAÇÃO E TECNOLOGIAS PARA O SETOR ERVATEIRO, 2020, Colombo. Anais. Colombo: Embrapa Florestas, 2021.
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1132945-
dc.descriptionCom base na autoecologia das espécies, este estudo tem como hipótese, que cruzamento não endogâmicos produzem sementes com maior percentual de embriões viáveis. Desta maneira, objetivouse avaliar a viabilidade de sementes de erva-mate oriundas de polinização controlada. Para tanto, galhos de duas fêmeas e um macho, não aparentados, foram isolados com sacos de tecido não tramado (TNT), preso com arame fino e enrolado algodão hidrofóbico, para evitar o anelamento dos galhos e entrada de insetos e água. Após a antese, flores masculinas foram coletadas e friccionadas nas flores femininas, até observação de presença de pólen. Os galhos permaneceram fechados até a coleta dos frutos, que foram coletados com coloração vermelho escuro e foram, posteriormente, beneficiados. Foram coletados frutos dos galhos onde ocorreu polinização aberta, obtendo-se famílias. Para análise das sementes, foi utilizado o teste do tetrazólio, sendo determinada a viabilidade e o estágio de desenvolvimento embrionário das sementes (globular, coração, pós-coração, torpedo ou maduro). Na polinização controlada, a fêmea 1 apresentou 75% de sementes viáveis e 73% apresentaram o embrião no estágio coração, e 46% de sementes viáveis e 59% no estágio coração na polinização aberta; a fêmea 2 apresentou 29% de sementes viáveis, 49% coração e 17% pós coração na polinização controlada e 11% de sementes viáveis, 16% coração e 12% pós coração na polinização aberta. Os resultados preliminares indicam o aceite da hipótese, pois as sementes de erva-mate oriundas de polinização controlada apresentaram maior viabilidade.
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofseries(Embrapa Florestas. Documentos, 344).
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectErva mate
dc.titleViabilidade de sementes de erva-mate oriundas de polinização controlada.
dc.typeResumo em anais e proceedings
dc.subject.thesagroIlex Paraguariensis
dc.subject.thesagroSistema de Produção
dc.description.notesResumo.
dc.format.extent2p. 44.
riaa.ainfo.id1132945
riaa.ainfo.lastupdate2021-07-14
dc.contributor.institutionDANIELE CRISTINA PEREIRA DE MATOS, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ; FRANCIVAL CARDOSO FELIX, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ; DAGMA KRATZ, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ; IVAR WENDLING, CNPF; VALDERES APARECIDA DE SOUSA, CNPF.
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EmbrapaFlorestas-2021-AnaisErvamateEAraucaria-Documentos344-pg44.pdf210,34 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace