Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/282220
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorLISBÃO JUNIOR, L.pt_BR
dc.contributor.otherEMBRAPA-URPFCS.pt_BR
dc.date.accessioned2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created1996-11-04pt_BR
dc.date.issued1980pt_BR
dc.identifier.issn0101-1057pt_BR
dc.identifier.other4980pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/282220pt_BR
dc.descriptionO presente trabalho relata o comportamento inicial de três procedências australianas de E. dunnii, nas condições de Colombo - PR, submetidas a três mini-espaçamentos (E1 = 2,5 m x 0,4 m; E2 = 2,5 m x 0,8 m e E3 = 2,5 m x 1,6 m), conjugados aos tratamentos de adubaçao: A1 = N,P,K e Ca+Mg (adubação completa); A2 = P, K e Ca+Mg (sem N); A3 = N, K e Ca+Mg (sem P); A4 = N,P e Ca+Mg (sem K); A5 = N,P e K (sem Ca+Mg) e A6 = testemunha (sem adubo). O delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso com parcelas subdividas, com duas repetições, sendo as parcelas dispostas em Fatorial 3x3 para procedências e espaçamentos, com os diferentes tratamentos de adubação nas subparcelas. Após a ação da geada, quando foi registrada a temperatura de 2,5°C negativos, foram avaliados os danos, determinando-se a porcentagem de resistência à geada; três meses após o plantio, a porcentagem de sobrevivência e a altura das plantas. Estes resultados permitiram concluir que o E. dunnii apresentou alta resistência à geada, não ocorrendo diferenças de comportamento entre as procedências para esta característica e a sobrevivência, três meses após o plantio. As procedências diferiram significativamente quanto ao desenvolvimento em altura três meses após o plantio. A procedência de Urbenville, NSW evidenciou o melhor crescimento, seguida da procedência de Moleton, NSW. A procedência de Dorrigo, NSW apresentou o menor desenvolvimento. As adubações nitrogenadas e potássicas reduziram a resistência à geada e a porcentagem de sobrevivência das plantas. As adubações completa (A1), sem K (A4) e sem Ca+Mg (A5), favoreceram o crescimento em altura das plantas aos três meses após o plantio, em relação à testemunha (A6), evidenciando a necessidade da espécie quanto à adubação, quando plantadas em solos de baixa fertilidade.pt_BR
dc.description.uribitstream/CNPF-2009-09/4980/1/llisbao.PDFpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherBoletim de Pesquisa Florestal, Curitiba, n. 1, p. 28-49, dez. 1980.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.subjectEucalyptus dunniipt_BR
dc.subjectResistência a geadapt_BR
dc.subjectFertilizaçãopt_BR
dc.subjectFertilization.pt_BR
dc.titleO efeito da geada e o comportamento inicial de três procedências de Eucalyptus dunnii Maiden, em ensaio conjugado de mini-espaçamentos e adubação.pt_BR
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2015-02-11T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroEspaçamento.pt_BR
dc.subject.nalthesaurusfrost resistance.pt_BR
dc.ainfo.id282220pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2015-02-11pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
llisbao.PDF904,67 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace