Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/46814
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Pecuária Sudeste - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2003
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: LOURES, D. R. S.
NUSSIO, L. G.
PAZIANI, S. de F.
PEDROSO, A. de F.
MARI, L. J.
RIBEIRO, J. L.
ZOPOLLATO, M.
SCHMIDT, P.
PACKER, I. U.
Additional Information: Embrapa Pecuária Sudeste - São Carlos, SP; ANDRE DE FARIA PEDROSO, CPPSE; IRINEU UMBERTO PACKER.
Title: Uso de enzimas fibrolíticas e conteúdo de matéria seca em silagens de capim Tanzânia (Panicum maximum Jacq.) sobre o comportamento ingestivo de bovinos de corte.
Publisher: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 40., 2003, Santa Maria, RS. Anais... Santa Maria: SBZ, 2003.
Pages: 6f.
Language: pt_BR
Keywords: Aditivos
Ruminanção.
Description: O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do conteúdo de matéria seca da forragem (emurchecida ou não) e uso de enzimas fibrolíticas na silagem de capim Tanzânia (Panicum maximum Jacq.) aplicadas no momento inicial da ensilagem ou após a abertura do silo, antes da silagem ser fornecida ao animal. Os tratamentos foram confeccionados da seguinte forma: A - forragem emurchecida sem aplicação de enzimas fibrolíticas; B - não emurchecida sem aplicação de enzimas; C - emurchecida com aplicação da preparação enzimática por tonelada de massa verde no início da ensilagem; D - não emurchecida com aplicação da preparação enzimática, no início da ensilagem e E - não emurchecida com aplicação de preparação enzimática, após a abertura do silo. Foram realizadas observações do comportamento animal em bovinos que receberam rações contendo 50% de silagem. Foram utilizados 5 bovinos da raça Nelore, distribuídos ao acaso em delineamento do tipo Quadrado Latino 5 x 5. O comportamento ingestivo dos animais não foi alterado com a elevação da concentração de MS da silagem, sendo observados tempos (minutos/dia) e taxas médias (min/kg MS) de ingestão de MS (247 e 24), de ruminação (426 e 43) e de mastigação (673 e 67), respectivamente. Diante destas observações, pode-se concluir que o emurchecimento da forragem e o uso de aditivo enzimático não resultaram em alterações expressivas no comportamento ingestivo dos animais.
Thesagro: Conservação
Mastigação.
Data Created: 2004-04-13
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPPSE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PROCIDRL2003.00015.PDF30,03 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open
PROCI2003.00083.pdf26,26 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace