Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/488438
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Milho e Sorgo - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2003
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: BRAGA, L. G. T.
LOPES, D. C.
COSTA, N. M. B. da
PEREIRA, J. S.
TEIXEIRA, M. da P.
Additional Information: Embrapa Milho e Sorgo.
Title: Uso de ratos de laboratório para determinar o valor nutritivo do milho em diversos níveis de carunchamento.
Publisher: Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 32, n. 2, p. 331-336, 2003.
Language: pt_BR
Keywords: NPRP
Ratos
Milho carunchado.
Description: Com o objetivo de avaliar os efeitos do milho carunchado e a qualidade de sua proteína para ratos em crescimento foi conduzido um experimento no biotério do Departamento de Nutrição/UFV. Trinta ratos (fêmeas) recém-desmamados, da linhagem Wistar, com 22 dias de idade e peso médio de 53,9 ± 3,2 g foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado para cinco tratamentos e seis repetições com um animal por unidade experimental. Os tratamentos consistiram de uma dieta basal (controle positivo), como um padrão de caseína, quatro dietas com milho que continha 2%; 10%; 17% e 38% de carunchamento e uma dieta isenta de proteína. O ensaio teve duração de 14 dias. Foram observados maior ganho de peso médio diário (GPMD), maior consumo de ração médio diário (CRMD), melhor conversão alimentar (CA) e maior razão protéica líquida (NPR) nos ratos que receberam a dieta padrão de caseína do que nas dietas que continham o milho carunchado, mas não foi observado diferença entre as dietas que continham diferentes níveis de carunchamento. Por outro lado, foi observado maiores coeficientes de digestibilidade de MS, PB e ED que na dieta padrão de caseína do que nas dietas contendo milho carunchado, embora maiores coeficientes tenham sido observados com 17% e que os valores semelhantes entre 2 e 38% provavelmente estejam relacionados ao processo de carunchamento. Com base nos dados do experimento, pode-se concluir que o aumento do nível de carunchamento do milho não afetou o desempenho dos animais e que a razão protéica líquida (NPR) do milho foi, em média, 57,8% do valor da dieta padrão de caseína. As variações observadas nos coeficientes de digestibilidade do milho podem ser atribuídos ao processo de carunchamento.
Thesagro: Proteína
Qualidade.
Data Created: 2004-11-17
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPMS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Usoratos.pdf258 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace