Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/897684
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Milho e Sorgo - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2011
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: REIS, D. N. dos
FURTINI NETO, A. E.
RESENDE, A. V. de
SIQUEIRA, M. C.
MORETTI, B. da S.
PÁDUA, E. J. de
Additional Information: DANIELA NOGUEIRA DOS REIS, BOLSISTA; ANTONIO EDUARDO FURTINI NETO, UFLA; ALVARO VILELA DE RESENDE, CNPMS; MARINA CURI SIQUEIRA, BOLSISTA; BRUNO DA SILVA MORETTI, BOLSISTA; EDUANE JOSÉ DE PÁDUA.
Title: Agrominerais como fontes de fósforo e potássio para a cultura do milheto.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. Solos nos biomas brasileiros: sustentabilidade e mudanças climáticas. Uberlândia: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2011.
Language: pt_BR
Keywords: Pó de rocha
Fertilizante alternativo
Dry matter production.
Description: A elevada demanda pelas plantas e conseqüente consumo de fertilizantes fosfatados e potássicos ocasionam a dependência brasileira sempre crescente da importação de fertilizantes, e alertam para a necessidade do uso de fontes alternativas de nutrientes. Objetivando avaliar o efeito de cinco rochas potássicas e uma rocha fosfática na produção de matéria seca do milheto foi conduzido um experimento em casa de vegetação no Departamento de Ciência do Solo da Universidade Federal de Lavras (UFLA). Foram utilizados dois solos (textura argilosa e textura arenosa) e os tratamentos consistiram de: tratamento completo, com (T1) e sem calagem (T2), completo sem cálcio (Ca) e magnésio (Mg) (T3), testemunha absoluta (T4), tratamentos com cinco rochas potássicas (com e sem calagem) e tratamento com rocha fosfática com e sem calagem (T5 a T16). Nos tratamentos com calagem, utilizou-se calcário dolomítico, visando elevar a saturação por bases para 55%. As doses de rochas foram ecomendadas baseadas na aplicação de 10 ton ha-1. A semeadura do milheto foi realizada após o período de incubação da mistura solo + calcário + rochas (20 dias) mantendo-se 15 plantas por vaso. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com 4 repetições. Para os dois solos, os tratamentos T1, T2 e T3 apresentaram maior produção de matéria seca da parte aérea, sendo que no solo argiloso, o tratamento com rocha fosfática com e sem calagem foi superior aos demais tratamentos com rochas.
Thesagro: Matéria seca
Data Created: 2011-08-10
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPMS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Agromineraisfontes.pdf246,43 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace