Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/906056
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Café - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2007
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: KOSHINO, L. L.
ANDRADE, A. E.
SILVA, L. P. da
BLOCH JUNIOR, C.
FRANCO, O. L.
EIRA, M. T. S. da
TEIXEIRA, J. B.
REIS, A. M. dos
Additional Information: LÍVIA L. KOSHINO, UNB; ARETUSA E. ANDRADE, CENARGEN; LUCIANO PAULINO DA SILVA, CENARGEN; CARLOS BLOCH JUNIOR, CENARGEN; OCTÁVIO L. FRANCO, UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA; MIRIAN THEREZINHA SOUZA DA EIRA, SAPC; JOAO BATISTA TEIXEIRA, CENARGEN; ANGELA MEHTA DOS REIS, CENARGEN.
Title: Análise proteômica de embriões zigóticos e endosperma em sementes de Coffea arabica.
Publisher: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 5., 2007, Águas de Lindóia, SP. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2007.
Language: pt_BR
Keywords: Coffee
Análise proteômica
Proteomic Analysis
Espectrometria de massa
Mass spectronetry.
Description: Durante o desenvolvimento da semente de café, proteínas vão sendo depositadas, predominantemente nos cotilédones e no endosperma. As proteínas de reserva 11S são as globulinas mais abundantes na semente de café agindo como fonte de nitrogênio nas reações de torra e garantindo o sabor e aroma característicos. Este estudo teve como objetivo analisar o perfil de proteínas expressas em endosperma e embrião zigótico de sementes de café. Proteínas foram extraídas da semente inteira, e também do endosperma e embrião de café, isoladamente. Em seguida, as proteínas foram analisadas por eletroforese bidimensional (2-DE) e posteriormente por espectrometria de massa. Os spots mais abundantes observados no gel de proteínas de semente inteira foram excisados, tripsinizados e identificados como subunidades da proteína 11S através de espectrometria de massa. Spots com o mesmo pI e massa molecular foram também observados no perfil de proteínas do endosperma e embrião, indicando que a proteína 11S é também muito expressa nesses tecidos. Foi possível identificar algumas destas proteínas, que mostraram identidade com a proteína de reserva 11S de café. Foi obtida uma cobertura de seqüência de peptídeos de aproximadamente 20% de toda a proteína 11S. Duas proteínas diferenciais presentes no endosperma foram também analisadas por espectrometria de massa e identificadas através de seqüenciamento de novo como uma glubulina da mesma família da 11S (Cupin superfamily) e uma proteína alergênica (Pru ar 1).
Thesagro: Coffea Arábica
Café.
Data Created: 2011-11-16
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (SAPC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Analiseproteomica.pdf178,16 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace