Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/939979
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Issue Date: 2012
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: VIEIRA, L. de J.
OLIVEIRA, T. da S.
PASSOS, R. R.
SANTANA, J. R. F. de
LEDO, C. A. da S.
ALVES, A. A. C.
SOUZA, F. V. D.
Additional Information: LÍVIA DE JESUS VIEIRA, UEFS; TAINAN DA SILVA OLIVEIRA, UFRB; RENATA RAMOS PASSOS, UFRB; JOSE RANIERE FERREIRA DE SANTANA, UEFS; CARLOS ALBERTO DA SILVA LEDO, CNPMF; ALFREDO AUGUSTO CUNHA ALVES, SRI; FERNANDA VIDIGAL DUARTE SOUZA, CNPMF.
Title: Avaliação de métodos para desidratação de grãos de pólen de M. esculenta.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012. 1 CD-ROM.
Language: pt_BR
Keywords: Manihot esculenta spp
Melhoramento genético.
Description: A tolerância à desidratação é um fator crucial para a criopreservacão de sistemas biológicos. Este trabalho teve como objetivo avaliar a tolerância do pólen de Manihot esculenta spp flabellifolia à desidratação por exposição em câmara de fluxo laminar e em sílica gel. Como material vegetal foram utilizados anteras do acesso de Manihot esculenta spp flabelifollia, 'FLA 029V-01' mantido no Banco de Germoplasma de Mandioca da Embrapa Mandioca e Fruticultura. Para a avaliação da tolerância à desidratação do pólen de Manihot esculenta, foram utilizados dois procedimentos diferentes: desidratação em câmara de fluxo laminar e desidratação em sílica gel. Em ambos os procedimentos as anteras foram depositadas em envelopes abertos de papel alumínio e foram submetidas à exposição por diferentes períodos (15, 20, 25 e 30 minutos). Para avaliação da viabilidade polínica após a desidratação foi utilizado o método de reação fluocromática. O teor de umidade após diferentes períodos de exposição ao fluxo laminar variou de 88% (após 15 minutos) a 77% (após 30 minutos), enquanto que na desidratação em sílica gel variou de 76% (após 15 minutos) a 69% (após 30 minutos). Os resultados da reação fluocromática mostraram que à medida que o teor de umidade dos grãos de pólen de mandioca é reduzido, acorre a diminuição da porcentagem de tubos polínicos desenvolvidos. A redução de umidade acima de 20% provocou perda acentuada da viabilidade polínica.
Thesagro: Mandioca
Polinização.
Year: 2012-11-19
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPMF)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Avaliacaodemetodosparadesidratacao219.docx1,61 MBMicrosoft Word XMLView/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace