Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1005519
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Pecuária Sudeste - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 14-Jan-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SILVA, J. A. R. da
SANTOS, N. de F. A. dos
ARAÚJO, A. A. de
LOURENÇO JUNIOR, J. de B.
GARCIA, A. R.
CORDEIRO, C. da C.
COSTA, T. S. A. da
JUCÁ, A. C. C.
Informaçães Adicionais: Jamile Andréa Rodrigues da Silva, UFRA; Núbia de Fátima Alves dos Santos, UFRA; Airton Alencar de Araújo, UECE; José de Brito Lourenço Júnior, UEPA; ALEXANDRE ROSSETTO GARCIA, CPATU; Camila da Conceição Cordeiro, GRADUANDA UFRA; Thays Syntya Antunes da Costa, GRADUANDA UFRA; Ana Carolina Cavalcante Jucá, GRADUANDA UFRA.
Título: Avaliação de dois diferentes sistemas de criação para o conforto térmico de búfalas Murrah, criadas na Amazônia Oriental.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA, 24., 2014, Vitória. A zootecnia fazendo o Brasil crescer: anais... Vitória: Universidade Federal do Espírito Santo, 2014.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Bubalino
Conforto térmico
Raça Murrah.
Conteúdo: Esta pesquisa objetivou avaliar o conforto térmico de búfalas Murrah, em dois diferentes sistemas de criação: Sistemas Tradicional (ST) e Silvipastoril (SSP), na Amazônia Oriental. O experimento foi realizado na Embrapa Amazônia Oriental, em tipo climático Afi, segundo Köppen. O período experimental foi de doze meses, em dois turnos (manhã e tarde). Os animais foram inseridos no ST (n=10), composto por três piquetes, sem acesso à água para banho e sombreamento, e SSP (n=10), com sombreamento da espécie florestal Racosperma mangium. Foram aferidas variáveis meteorológicas e fisiológicas, e calculado o Índice de Conforto de Benezra (ICB), para os dois sistemas de criação, e comparados pelo Teste t (P<0,05). A temperatura retal (TR) esteve acima da faixa de variação normal para bubalinos. A frequência respiratória (FR), no turno da tarde, para os dois sistemas de criação, estavam acima dos níveis considerados normais para búfalos. Os ICBs no ST ficaram na faixa de 2,25 ± 0,18 a 2,50 ± 0,32 e no SSP entre 2,22 ± 0,19 e 2,41 ± 0,27 (P>0,05). Por disponibilizar sombreamento, o SSP propiciou melhores condições de conforto térmico para as búfalas.
Thesagro: Bioclimatologia.
NAL Thesaurus: Amazonia.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPPSE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PROCI2014.00209.pdf374,59 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace