Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1008199
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Solos - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 9-Fev-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: CAVALCANTI JUNIOR, E. de A.
ACCIOLY, L. J. de O.
SILVA, A. B. da
SILVA, E. A. da
LOPES, H. L.
ALVES, E. da S.
IRMÃO, R. A.
SILVA, J. A. da
Informaçães Adicionais: EDILTON DE ALBUQUERQUE CAVALCANTI JUNIOR, UFPE; LUCIANO JOSE DE OLIVEIRA ACCIOLY, CNPS; ADEMAR BARROS DA SILVA, CNPS; EDUARDO ALVES DA SILVA, UFPE; HÉLIO LEANDRO LOPES, UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO; EUDMAR DA SILVA ALVES, UFRPE; RICARDO ALEXANDRE IRMÃO, UFPE; JULIANA ALVES DA SILVA, UFPE.
Título: Relação entre mudanças no uso da terra e o relevo em uma área piloto da zona da mata sul de Pernambuco.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO NACIONAL DE MEIO AMBIENTE DE POÇOS DE CALDAS, 11., 2014, Poços de Caldas. Anais... Poços de Caldas: GSC Eventos Especiais: Instituto Federal do Sul de Minas, 2014.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Organização.
Conteúdo: A identificação, a interpretação, a organização e a espacialização de características ambientais tais como: solos, relevo, clima, uso e ocupação, entre outras, numa escala adequada, são de fundamental importância quando se pretende elaborar uma estratégia de desenvolvimento rural em bases sustentáveis. A expansão da cultura da cana-de-açúcar na Zona da Mata Sul de Pernambuco, motivada pelo Proálcool, não atendeu a esses requisitos, principalmente, com relação ao relevo. Desta forma, o presente estudo tem como objetivos: 1) elaborar os mapas de relevo (altitude e declividade), cobertura ?recente? e cobertura ?pretérita?; 2) avaliar as mudanças na cobertura de mata Atlântica; 3) avaliar a adequação do uso da terra ao relevo de uma área piloto da Zona da Mata Sul de Pernambuco. A área selecionada (aproximadamente 75.000 ha) foi delimitada utilizando mapas planialtimétricos na escala 1:25.000. Esses mapas foram usados na obtenção do modelo digital de terreno (MDT) e extração das áreas com mata Atlântica no início da década de 1970. O mapa de uso e cobertura ?recente? foi obtido usando imagens do sensor Landsat 5 TM. Aproximadamente 50% da área apresenta relevo forte ondulado e montanhoso impróprias para o uso agropecuário. Apesar disso, a cana-de-açúcar ocupa 45% dessas áreas, cuja aptidão é para a preservação da fauna e da flora e recreação. Dos cerca de 24.000 ha de matas existentes na década de 70, 16.000 ha foram removidos. Dos atuais 11.907 ha de mata Atlântica, aproximadamente 4.052 ha são de novas formações.
Thesagro: Ocupação
Solo
Vegetação.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RELACAOENTREMUDANCAS.pdf646,43 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace