Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1023962
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Arroz e Feijão - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 15-Set-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: CARVALHO, M. da C. S.
NASCENTE, A. S.
ALMEIDA, L. N.
FERREIRA, K. M.
FERREIRA, L. C.
Informaçães Adicionais: MARIA DA CONCEICAO SANTANA CARVALHO, CNPAF; ADRIANO STEPHAN NASCENTE, CNPAF; LAENE NEPOMUCENO ALMEIDA, estudante Uni-Anhanguera; KARLA MIRANDA FERREIRA, estudante UniEvangélica; LIDIANE COSTA FERREIRA, estudante UniEvangélica.
Título: Volatilização de amônia proveniente de ureia comum e ureia com tecnologias agregadas em arroz de terras altas.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 35., 2015, Natal. O solo e suas múltiplas funções: anais. Natal: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2015.
Idioma: pt_BR
Conteúdo: A ureia é a fonte de nitrogênio (N) mais consumida no mundo, mas devido ao potencial de perdas por volatilização de amônia algumas tecnologias estão sendo agregadas a esse fertilizante visando ao aumento de sua eficiência. O objetivo do trabalho foi estimar as perdas de nitrogênio por volatilização de amônia após a aplicação de ureia comum e ureia com tecnologias agregadas na cultura do arroz de terras altas, bem como seus efeitos na nutrição e produtividade. O estudo de campo foi conduzido na safra 2012/13, em Santo Antônio de Goiás, em delineamento experimental de blocos ao acaso com quatro repetições. Os tratamentos na adubação de cobertura foram: 1) controle, sem aplicação de N; 2) ureia comum; 3) ureia revestida com polímero de liberação lenta; 4) ureia revestida com NBPT; 5) ureia revestida com zeolita; e 6) ureia revestida com sais de boro (B) e cobre (Cu). A dose foi de 120 kg ha-1 de N parcelada em duas aplicações. As perdas por volatilização de N-NH3 só ocorreram em quantidades significativas quando as condições climáticas foram favoráveis. A redução das perdas por volatilização de N-NH3 foram de 63%, 59%, 44% e 41% para ureia + NPBT, ureia + polímero, ureia + zeólita e ureia + Cu e B, respectivamente, em comparação com ureia comum. A adubação do arroz com N em cobertura não afetou a produtividade, mas aumentou a concentração desse nutriente na folha e na parte aérea, resultando em maior quantidade de N acumulado na planta.
Thesagro: Arroz
Oryza sativa
Nitrogênio
Fertilizante nitrogenado
Amônia
Uréia
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPAF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CBCS3.pdf267,81 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace