Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1038038
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Gestão Territorial - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 22-Fev-2016
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: HOLLER, W. A.
MINGOTI, R.
SPADOTTO, C. A.
PESSOA, M. C. P. Y.
SA, L. A. N. de
Informaçães Adicionais: WILSON ANDERSON HOLLER, SGTE; RAFAEL MINGOTI, SGTE; CLAUDIO APARECIDO SPADOTTO, SGTE; MARIA CONCEICAO PERES YOUNG PESSOA, CNPMA; LUIZ ALEXANDRE NOGUEIRA DE SA, CNPMA.
Título: Elementos de apoio à defesa fitossanitária para potencial entrada de Chilo partellus swinhoe (lepidoptera: pyralidae), praga quarentenária ausente, no Brasil.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: Águas de Lindóia: Unesp, 2015. p. 452-455.
Páginas: p. 452-455
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Sistema de Iinformações Geográficas (SIG)
Fitossanidade.
Conteúdo: Chilo partellus (Swinhoe) (Lepidoptera: Pyralidae) é um inseto considerado praga quarentenária ausente (A1) no Brasil (Instrução Normativa MAPA Nº59 de 18/12/2013). Esta mariposa apresenta potencial para atacar vários cultivos, entre eles sorgo, milho, milheto, cana-de-açúcar, arroz e várias gramíneas, entre outras. Trabalhos técnicos no exterior apontam a favorabilidade de vários países da América do Sul, incluindo áreas do território brasileiro, ao estabelecimento do inseto. Nesse sentido medidas de prevenção e de controle devem ser mais bem planejadas, antecipadamente à entrada da praga, para apoiar futuras ações de defesa fitossanitária nacional. Entre os elementos de apoio a essas medidas, citam-se aqueles que congregam, em um único recurso, a maior quantidade de informações sobre as possíveis rotas de ingresso ao território nacional, bem como das regiões onde se concentram os principais cultivos-hospedeiros da praga, onde a sua ocorrência acarretaria maiores danos econômicos e sociais em caso de entrada no país. Este trabalho apresenta a distribuição geográfica, em escala global, de regiões potenciais para o estabelecimento de C. partellus, assim como as regiões brasileiras com maior participação das culturas de milho, sorgo, arroz e cana-de-acúcar, localizando a infraestrutura nacional de defesa já existente para que o planejamento de ações seja efetivo. Foram utilizadas informações das áreas produtoras, de maior concentração de rotas marítimas, terrestres e de fronteiras, assim como localizados postos de vigilância. O cruzamento de informações fez uso de ArcGis 1.0 e foram disponibilizados mapas.
Thesagro: Praga Exótica.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (SGTE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CONBRAF2015Chilo.pdf766,93 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace