Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1094403
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Semiárido - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2018
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: ATAÍDE, E. M.
SILVA, M. de S.
BASTOS, D. C.
SOUZA, J. M. A.
Additional Information: ELMA MACHADO ATAÍDE, Professora da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada, PE; MARCELO DE SOUZA SILVA, Doutorando da Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP; DEBORA COSTA BASTOS, CPATSA; JACKSON MIRELLYS AZEVÊDO SOUZA, Pós-Doutorando da Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP.
Title: Qualidade pós-colheita de romã comercializada no Semiárido pernambucano.
Publisher: Agrarian Academy, Goiânia, v. 5, n. 9, p. 429-436, 2018.
Language: pt_BR
Keywords: Consumo in natura
Semiárido
Description: Estudos que visem a manutenção da qualidade pós-colheita dos frutos da romãzeira são de grande importância, já que os resultados apresentados por alguns autores ainda são inconsistentes. Desta forma, objetivou-se neste trabalho avaliar a qualidade pós-colheita da romã comercializada no semiárido pernambucano por meio de características físicas e físico-químicas. Para a determinação das características físicas e físico-químicas, foram adquiridas romãs em três estabelecimentos comerciais (feira livre e agroecológica e supermercado), sendo determinados: comprimento (cm), diâmetro do fruto (cm), espessura da casca (mm), massa do fruto (g), rendimentos de suco (%), casca (%) e sementes (%), teor de sólidos solúveis (ºBrix), acidez titulável (%), ácido ascórbico (mg por 100 g - 1 ), pH e o índice de maturação (SS/AT). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com três tratamentos e cinco repetições, com dois frutos por parcela experimental, totalizando 30 frutos avaliados. Com base nos principais resultados foi possível inferir que os atributos de qualidade da romã variam em função da origem. A casca da romã possui maior teor de ácido ascórbico que o suco e as sementes; as romãs adquiridas em feira livre (agricultura familiar) possui maior massa, comprimento e rendimento de casca.
Thesagro: Romã
Pós-Colheita
Comercialização
Punica Granatum
NAL Thesaurus: Postharvest technology
Pomegranates
Data Created: 2018-08-22
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Debora.pdf81.53 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace