Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1134770
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2021
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: BATISTA, F. R. O.
PORRO, R.
OLIVEIRA, A. do S. L.
QUARESMA, E. de S.
Additional Information: FRANK REGINALDO OLIVEIRA BATISTA, UFOPA
EDILAN DE SANT’ANA QUARESMA, UFOPA.
ROBERTO PORRO, CPATU
ADRIANA DO SOCORRO LINS OLIVEIRA, IFPA
Title: Gestão e autonomia econômica e financeira do manejo florestal comunitário em assentamento ambientalmente diferenciado na Amazônia: custos e resultados comparativos.
Publisher: In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 59.; ENCONTRO BRASILEIRO DE PESQUISADORES EM COOPERATIVISMO, 6., 2021, Brasília, DF. Anais... Brasília, DF: UnB, 2021.
Language: Portugues
Keywords: Estrutura de custo florestal
Custo de oportunidade
Valor da floresta em pé
Manejo florestal
Description: As poucas iniciativas de manejo florestal comunitário e familiar na Amazônia ainda enfrentam dificuldades econômico-financeiras e de gestão operacional para sua implementação em larga escala em territórios coletivos, demandando constante aporte de recursos e acompanhamento técnico. Em 2010, a Instrução Normativa IN/INCRA 65 limitou as alternativas de exploração indireta dos recursos florestais em assentamentos diferenciados. Todos os riscos financeiros e operacionais das atividades florestais recaíram sobre as comunidades beneficiárias, que além das dificuldades técnicas gerenciais ainda enfrentam conflitos agrários e tensões sociais ocasionados por invasões. Nesse contexto, por meio da contabilidade de custos, e utilizando o estudo de caso no PDS Virola Jatobá, em Anapu, Pará, o objetivo deste trabalho foi apresentar uma metodologia para avaliar comparativamente o resultado financeiro, contábil e econômico do manejo florestal comunitário ali implementado em 2016-2017. A análise de custos e benefícios, incluindo o custo de oportunidade de concessão da floresta em pé, indica que houve prejuízos financeiros (-34,72%) e econômicos (-129,75%), e que a melhor opção teria sido a exploração indireta, por meio de concessão ou similar. Por outro lado, o manejo florestal sustentável com exploração direta poderia ter alcançado lucro financeiro de 32,47% caso fosse assegurado o valor de mercado para a madeira, conforme classificação comercial, e fossem evitadas perdas extraordinárias devido as invasões ocorridas.
NAL Thesaurus: Amazonia
Data Created: 2021-09-27
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
343159.pdf1,35 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace