Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1135911
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Uva e Vinho - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2021
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: FAJARDO, T. V. M.
MENEZES-NETTO, A. C.
NICKEL, O.
Additional Information: THOR VINICIUS MARTINS FAJARDO, CNPUV; ALEXANDRE CARLOS MENEZES-NETTO, Epagri - Estação Experimental de Videira 89564-506 Videira, SC; OSMAR NICKEL, CNPUV.
Title: Incidência de viroses em videiras no Vale do Rio do Peixe (Brasil) e parâmetros de amostragem para indexação viral em videiras.
Publisher: Revista Brasileira de Viticultura e Enologia, n. 13, v. 13, p. 22-31, 2001.
Language: Portugues
Keywords: Viroses
Indexação viral
Videiras
Problemas fitossanitários
Vitis spp
Detecção
RT-qPCR
Description: Dentre os problemas fitossanitários da videira (Vitis spp.), destacam-se os vírus, patógenos que podem reduzir a qualidade e o rendimento da produção de uva. No entanto, detectar e ldentíficar infecções virais em videiras pode ser um desafio. Os objetivos deste trabalho foram identifrcar as principais espécies virais presentes em vinhedos comerciais de municípios do Vale do Rio do Peixe, em Santa Catarina, e avaliar a detecção viral em diferentes estádios de desenvolvimento da videira e em tecidos, expressando diferentes intensidades de sintomas, utilizando RT-PCR em tempo real (RT-qPCR). Todos os sete vírus e o viroide avaliados estão amplamente disseminados nas áreas amostradas, frequentemente em altas incidências, variando de 27,1% a 85,4%, e em infecções múltiplas. Evidencia-se a importância que as viroses possuem dentro dessa prestigiada região de cultivo da videira no Brasil. Em dois ensaios, foram avaliadas a capacidade e a confrabilidade da RT-qPCR em detectar vírus e viroide em tecidos vegetais em diferentes estádios de desenvolvimento e em folhas com sintomas severos, intermediários ou assintomáticas. Amostras de videiras com pouco desenvolvimento vegetativo (até 74 dias após a poda) não foram adequadas para a diagnose. A detecção viral foi possível na maioria dos tecidos foliares, expressando diferentes intensidades de sintomas, inclusive em folhas assintomáticas. Essa informação contribui para definir parâmetros de amostragem determinantes para um diagnóstico confiável. Palavras-chave: levantamento, detecção, amostragem, RT-qPCR, Vitis.
Thesagro: Uva
Virose Vegetal
Vírus
Levantamento
Amostragem
NAL Thesaurus: Vitis
Data Created: 2021-11-09
ISSN: 2176-2139
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPUV)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fajardo-RBVE-2021.pdf8,88 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace