Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/160517
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Semiárido - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 27-Mar-2008
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: LIMA, M. A. C. de
ASSIS, J. S. de
AMARIZ, K. R. S.
TRINDADE, D. C. G. da
Informaçães Adicionais: MARIA AUXILIADORA COELHO DE LIMA, CPATSA; JOSTON SIMAO DE ASSIS, CPATSA; DANIELLY CRISTINA GOMES DA TRINDADE, CPATSA.
Título: Conservação pós-colheita de manga 'Tommy Atkins' submetida a exposição temporária ao 1- Metilciclopropeno.
Edição: 2003
Fonte/Imprenta: Brazilian Journal of Plant Physiology, Londrina, v. 15, p. 248, 2003.
Idioma: pt_BR
Notas: Suplemento.. Edição dos Resumos do IX Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, Atibaia, set. 2003.
Palavras-chave: Manga
Variedade
Conservação pós-colheita
1-MCP
Conteúdo: Frutos climatéricos como a manga, quando colhidos na maturidade fisiológica, sofrem uma série de mudanças metabólicas até o amadurecimento ótimo para consumo. Muitas delas são dependentes da produção autocatalítica de etileno e é provável que inibidores desse fitormônio possam atrasá-llas. Neste sentido, o 1-metilciclopropeno (1-MCP) tem sido testado em alguns frutos. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de doses de 1-MCP sobre a conservação da manga 'Tommy Atkins', em temperatura ambiente . Os frutos foram colhidos no estádio de maturação 2, provenientes de pomar comercial da comercial da Agropecuária Boa Esperança, eem Petrolina, Pernambuco. Os tratamentos testados foram: 1. aplicação de 1-MCP (0, 600, 1.200 e 2.400 nmol mol -¹), durante 14 horas; e 2. tempo de armazenamento (0, 2, 4, 9, 10 e 11 dias). O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, em fatorial 4x7, com 4 repetições, constituídas por 5 frutos. As doses de 1-MCP não afetaram o teor de SST, a ATT e a luminosidade e °Hue da casca e da polpa. As cromaticidades na casca e da polpa foram afetadas pela interação entre os fatores mas as respostas não foram claras. Ao 10° dia, todos os frutos apresentavam-se maduros. A perda de massa atingiu 10,7%, ao 11° dia, mas foi menor nos frutos tratados com 1-MCP. As doses 600, 1.200 e 2.400 nmol mol-¹ reduziram a perda de massa, respectivamente, em 8,59; 6,42 e 7,83%, comparado ao controle. Verificou-se efeito do 1-MCP sobre a firmeza da polpa apenas do 4° ao 9° dia. As maiores diferenças foram observadas ao 7° dia, quando os frutos tratados com 0, 600, 1.200 e 2.400 nmol mol-¹ apresentavam firmeza correspondentes, respectivamente, a 10,1; 16,8; 26,9 e 14N. Esta resposta sugere estudos com doses próximas de 1.200 nmol-¹, a fim de se verificar uma possível recomendação para manga.
Thesagro: Manga
Pós-colheita
NAL Thesaurus: Postharvest
Mango
Ano de Publicação: 2003
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CPATSA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dora.pdf604,25 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace