Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/534476
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Caprinos e Ovinos - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 29-Set-2009
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SANTIAGO, L. B.
CHAPAVAL, L.
ALVES, F. S. F.
BRITO, I. F. de
SOUSA, F. G. C. de
PINHEIRO, R. R.
Informaçães Adicionais: Lauana Borges Santiago, pós-graduanda Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA); Lea Chapaval, Embrapa Caprinos e Ovinos (CNPC); FRANCISCO SELMO FERNANDES ALVES, CNPC; Ismênia França de Brito, graduanda Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA); Francisca Geovânia Canafístula de Sousa, pós-graduanda Universidade Federal da Paraíba (UFPB); RAYMUNDO RIZALDO PINHEIRO, CNPC.
Título: Determinação da curva de crescimento da Corynebacterium pseudotuberculosis.
Edição: 2009
Fonte/Imprenta: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 46., 2009, Maringá. Inovação científica e tecnológica em zootecnia: anais dos resumos. Maringa: SBZ: UEM, 2009. 3 f.1 CD-ROM.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Caprino
Ovino
Corynebacterium pseudotuberculosis
Linfadenite caseosa
Curva de crescimento
Conteúdo: O campo voltado para a pesquisa relacionada à Linfadenite Caseosa ainda é bastante amplo objetivando alcançar o completo entendimento da enfermidade. Porém, a execução de alguns protocolos de pesquisa ligados à Corynebacterium pseudotuberculosis exige o conhecimento de informações relacionadas ao microrganismo em questão, que não encontram-se disponíveis na literatura, como a descrição de sua curva de crescimento. Objetivou-se, portanto, determinar a curva de crescimento da C. pseudotuberculosis inoculada em Caldo de Infusão de Cérebro e Coração adicionado de 0,1% de Tween 80 (BHI+T), ao longo de 48 horas de incubação a 37ºC. Cinco colônias isoladas do microrganismo foram inoculadas em um frasco contendo BHI+T. A cada quatro horas, 2 mL eram retirados para medição da massa celular em espectrofotômetro e 1 mL para realização das diluições seriadas, plaqueamento em Ágar Sangue e contagem de células viáveis. A partir daí, observou-se que, para a obtenção de uma concentração máxima de C. pseudotuberculosis, próxima a 1200 x 105 células viáveis por mL, deve-se manter o inóculo sob incubação adequada por um período de 28 a 40 horas. Além disso, observou-se que a densidade óptica do meio de cultura pode ser um método empregado para estimar a concentração de células viáveis de C. pseudotuberculosis em BHI+T, somente até 40 horas de crescimento. Os dados obtidos neste estudo contribuem para simplificar o desenvolvimento de vários protocolos de pesquisa ligados à Linfadenite Caseosa.
Ano de Publicação: 2009
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AACDeterminacaodacurvadecrescimentodaCorynebacteriumpseudotuberculosis.pdf185,41 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace