Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/577881
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 14-Dez-2009
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: PEREIRA, I. C. B.
RODRIGUES, T. E.
GAMA, J. R. N. F.
SOUZA FILHO, P. W. M.
Informaçães Adicionais: IZABEL CRISTINA BERGH PEREIRA, IBAMA; TARCISIO EWERTON RODRIGUES, CPATU; JOSÉ RAIMUNDO NATIVIDADE FERREIRA GAMA, CPATU; PEDRO WALFIR MARTINS SOUZA FILHO, UFPA.
Título: Reconhecimento da cobertura vegetal da várzea do Rio Guamá (Pará) a partir de imagens de sensores remotos.
Edição: 2005
Fonte/Imprenta: Boletim do Museu Paraense Emilio Goeldi, série Ciências Naturais, v. 1, n. 1, p. 209-220, jan./abr. 2005.
Idioma: pt_BR
Conteúdo: Foi avaliada a contribuição de imagens dos satélites Landsat-5 TM e JERS-1 SAR, na identificação dos fatores fisiográficos de uma área de várzea com 1.930 hectares, entre as coordenadas geográficas de latitudes 1° 28? e 1° 32? S e longitudes 48° 03? e 47° 59? WGr, na margem do rio Guamá, estado do Pará, objetivando o mapeamento da cobertura do solo. Entre as composições coloridas de dados TM e do produto híbrido TM/SAR, foi selecionada aquela que permitiu maior diferenciação entre os padrões de cobertura e que apresentou melhor correspondência com a verdade-terreno. Os resultados mostraram a ocorrência de 7 tipos de cobertura do solo, relacionados à variação topográfica da área de estudo: floresta ombrófila aluvial (28,9%), nos diques de cotas altimétricas mais elevadas, marginais ao rio Guamá; vegetação secundária (42,1%), pastagens inundáveis (8,3%) e palmeiral (3,7%), em cotas mais baixas que as dos diques; campos naturais (13,6%) e vegetação de áreas deprimidas (3,0%) envolvendo buritizal, pirizal e lago, nas áreas com depressão mais acentuada; e gramíneas + solo exposto (0,4%), na terra firme. Concluiu-se que o produto colorido TM/SAR apresentou definição mais clara dos padrões interpretados, maior variação de cores e melhor caracterização da umidade local e da textura da imagem.
Thesagro: Sensoriamento remoto
Varzea
Ano de Publicação: 2005
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
v1n1a14.pdf402,12 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace