Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/878092
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 21-Fev-2011
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: NUTTI, M. R.
WATANABE, E.
CARVALHO, J. L. V. de
SILVA, S. P. da
RAMOS, S. R. R.
NEVES, P. de C. F.
DEL PELOSO, M. J.
ROCHA, M. de M.
SANTOS, V. da S.
SCHAFFERT, R. E.
MELO, W.
SCHEREEN, P. L.
CURADO, F. F.
Informaçães Adicionais: MARILIA REGINI NUTTI, CTAA; EDSON WATANABE, CTAA; JOSE LUIZ VIANA DE CARVALHO, CTAA; SORAYA PEREIRA DA SILVA, CTAA; SEMIRAMIS RABELO RAMALHO RAMOS, CPATC; PERICLES DE CARVALHO FERREIRA NEVES, CNPAF; MARIA JOSE DEL PELOSO, CNPAF; MAURISRAEL DE MOURA ROCHA, CPAMN; VANDERLEI DA SILVA SANTOS, CNPMF; ROBERT EUGENE SCHAFFERT, CNPMS; WERITO FERNANDES DE MELO, CNPH; PEDRO LUIZ SCHEEREN, CNPT; FERNANDO FLEURY CURADO, CPATC.
Título: Biofortificação de alimentos para combater a desnutrição no Brasil.
Edição: 2010
Fonte/Imprenta: In: SIMPÓSIO SOBRE INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE CIENTÍFICA NA EMBRAPA, 2., 2010, Brasília, DF. Anais... Brasília, DF: Embrapa, 2010.
Idioma: pt_BR
Notas: Disponível em:<https://intranet.embrapa.br/acl_users/credentials_cookie_auth/require_login?came_from=https%3A//intranet.embrapa.br> Acesso em: 21 fev. 2011.
Palavras-chave: Alimentos
Desnutriçâo.
Conteúdo: A estratégia atual para combater a desnutrição nos países em desenvolvimento baseia-se no fornecimento de suplementos vitamínicos e minerais para as populações carentes, além da fortificação de alimentos. Entretanto, produtos agrícolas biofortificados (variedades melhoradas que apresentam um maior conteúdo de vitaminas e minerais) podem complementar as intervenções em andamento. A Rede de Biofortificação coordenada pela Embrapa realiza, através do projeto BioFORT e dos programas internacionais de biofortificação HarvestPlus e AgroSalud, desenvolvimento de: mandioca e batata doce com maior teor de carotenóides; milho com mais lisina, triptofano e pró-vitamina A; arroz, feijão, milho, trigo e feijão-caupi com teores mais elevados de ferro e zinco; e produtos extrusados e de panificação a partir de farinhas biofortificadas. Encontram-se em andamento ou estão planejados estudos de avaliação de desempenho agronômico, de biodisponibilidade dos nutrientes nas variedades biofortificadas, de retenção de nutrientes durante o processamento/cocção, de avaliação sensorial, investigação dos hábitos de consumo e condições sócio-econômicas do público alvo, além de estudos antropométricos. Esta é uma alternativa viável, efetiva, e sustentável para combater a desnutrição das populações carentes, uma vez que as mesmas estarão consumindo produtos que normalmente fazem parte de sua dieta e, portanto, não terão que alterar seus hábitos alimentares.
Thesagro: Nutrição Humana.
Ano de Publicação: 2010
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BiofortificacaoID27453.pdf23,79 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace