Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/909577
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Agroindústria de Alimentos - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 13-Dez-2011
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: SIQUEIRA, R. A.
ARAÚJO, A. M. de
BARROS-MARCELLINI, A. M. de
DELIZA, R.
MARCELLINI, P. S.
MOREIRA, M. M.
JAEGER, S. R.
Informaçães Adicionais: RENATA ALMEIDA SIQUEIRA, UFS; ANDREZA MELO DE ARAÚJO, UFS; ALINE MOTA DE BARROS-MARCELLINI, UFRJ; ROSIRES DELIZA, CTAA; PAULO SERGIO MARCELLINI, UNIRIO; MAIARA MAIA MOREIRA, UFS; SARA ROUST JAEGER, THE NEW ZEALAND INSTITUTE FOR PLANT & FOOD RESEARCH LIMITED.
Título: Percepção dos riscos e benefícios dos alimentos geneticamente modificados: efeitos na intenção de compra.
Edição: 2011
Fonte/Imprenta: Brazilian Journal of Food Technology, Campinas, v. 14, p. 121-130, jun. 2011. Edição especial.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Alimentos geneticamente modificados
Intenção de compra.
Conteúdo: Grandes investimentos e esforços têm sido realizados para o desenvolvimento e aprimoramento dos alimentos geneticamente modificados (GM), visando, sobretudo, proporcionar benefícios ao consumidor. Entretanto, poucos são os estudos que avaliam a concordância do consumidor em relação à tecnologia e, ainda, a intenção de compra desses produtos com ênfase nas questões econômicas associadas à vida de prateleira ou relativas à saúde. O objetivo deste estudo foi avaliar a concordância e intenção de compra de alimentos geneticamente modificados (GM). Trezentos e noventa estudantes da Universidade Federal de Sergipe participaram do estudo em que se utilizou questionário autopreenchível. Primeiramente, avaliou-se, em questões distintas, o grau de concordância e o autoconhecimento dos participantes sobre o uso de modificação genética na produção de alimentos, utilizando escala estruturada verbal de sete pontos. Em seguida, foi investigada a intenção de compra de manga e banana GM. Observou-se que 49,8% dos entrevistados foram favoráveis ao uso da modificação genética na produção de alimentos, enquanto 23,6% apontaram ser contrários. Para o autoconhecimento, 34,1% dos participantes declararam ser informados sobre o assunto, enquanto 21,8% indicaram não ser. Para a intenção de compra, os resultados demonstraram que 60,6% dos consumidores comprariam a manga não GM, apesar de apresentar maior preço e menor vida de prateleira, quando comparada à GM. Resultado similar foi observado com relação à banana, pois 51,3% demonstraram comprar a fruta não GM, enquanto 40,5% comprariam a banana com dose de vacina contra a gripe e 8,2% não comprariam nenhuma das bananas. Os resultados mostraram que a intenção de compra dos AGM, mesmo com características benéficas aos consumidores (maior vida de prateleira e com dose de vacina), ainda foi inferior aos produtos não GM, sugerindo a necessidade de estratégias dirigidas ao consumidor.
Thesagro: Banana
Consumidor
Manga.
Ano de Publicação: 2011
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CTAA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011068.pdf1,12 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace