Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/912021
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Agroindústria de Alimentos - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 9-Jan-2012
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: MASETTO, M. A. M.
DESCHAMPS, C.
MÓGOR, A. F.
BIZZO, H. R.
Informaçães Adicionais: M. A. M. MASETTO, UFPR; C. DESCHAMPS, C., UFPR; A. F. MÓGOR, UFPR; HUMBERTO RIBEIRO BIZZO, CTAA.
Título: Teor e composição do óleo essencial de inflorescências e folhas de Lavandula dentata L. em diferentes estádios de desenvolvimento floral e épocas de colheita.
Edição: 2011
Fonte/Imprenta: Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v. 13, n. 4, p. 413-421, 2011.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Lavanda
Planta aromática
1,8-cineol
Cânfora
Linalol
Conteúdo: O óleo essencial de Lavandula dentata L. possui importância econômica devido à utilização nas indústrias farmacêutica, cosmética e de higiene pessoal. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o teor e a composição do óleo essencial de inflorescências e folhas de lavanda em diferentes estádios de desenvolvimento. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 3, sendo três estádios de desenvolvimento floral (botão, pré-antese/antese e senescente) e duas épocas de colheita (janeiro e abril), com cinco repetições. As amostras de óleo essencial foram obtidas por hidrodestilação, sendo os constituintes analisados por cromatografia em fase gasosa acoplada à espectrometria de massas (CG/EM). Houve interação entre os fatores épocas de colheita e desenvolvimento floral no teor de óleo essencial das inflorescências, sendo observada média superior em botões florais colhidos em janeiro. Os estádios de desenvolvimento não alteraram o teor do óleo essencial das folhas. Os estádios de desenvolvimento influenciaram nos teores dos constituintes dos óleos essenciais das inflorescências e folhas. No óleo essencial em estádio de flor senescente da colheita de abril, observou-se teor elevado de 1,8-cineol, enquanto nos demais estádios de desenvolvimento os teores foram menores em ambas as épocas de colheita. Teores elevados de cânfora foram observados nos estádios de pré-antese/antese e senescente, na colheita de janeiro. O óleo essencial das folhas apresentou teor superior de 1,8-cineol em ramos com flores em estádio de pré-antese/antese. Os teores de cânfora e fenchona foram superiores em ramos contendo botões. O óleo essencial das folhas de ramos com botões e flores senescentes apresentou teor superior de linalol em relação ao óleo essencial das inflorescências.
Ano de Publicação: 2011
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CTAA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011074.pdf258,08 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace