Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1082094
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2017
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: BENCHIMOL, R. L.
SANTOS, A. K. A.
PALMEIRA, T. dos S.
PINHEIRO, C. C. C.
SILVA, C. M. da
LEÃO, N. V. M.
Additional Information: RUTH LINDA BENCHIMOL, CPATU; Ana Karoliny Alves Santos, GRADUANDA UFRA; Thaís dos Santos Palmeira, Eng. Florestal; Cássia Cristina Chaves Pinheiro, GRADUANDA UFRA; Carina Melo da Silva, DOUTORA EM AGRONOMIA; NOEMI VIANNA MARTINS LEAO, CPATU.
Title: Crescimento micelial de Colletotrichum sp. isolado de sumaumeira em diferentes regimes de luz e meio de cultura.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE AGRONOMIA, 30., 2017, Fortaleza. Segurança hídrica: um desafio para os engenheiros agrônomos do Brasil: [anais]. Fortaleza: AEAC: CONFAEAB, 2017.
Language: pt_BR
Keywords: Sumaúma
Luminosidade
Colletotrichum sp
Espécie florestal.
Description: A planta da sumaumeira (Ceiba pentandra), pertencente à família Bombacaceae, é mundialmente conhecida por suas múltiplas utilidades e qualidade da madeira. No entanto, essa cultura pode ser atacada, na fase de viveiro, por fitopatógenos que prejudicam o desenvolvimento e a qualidade das mudas. Objetivou-se avaliar o efeito da luminosidade e de diferentes meios de cultura no crescimento micelial in vitro de Colletotrichum sp., patógeno isolado de folhas de mudas de sumaumeira . Foram testados os meios de cultura BDA, Extrato de Malte e V8, em placas de Petri, no centro das quais foram colocados discos de micélio do patógeno, sendo mantidas à temperatura de 25±2 ºC, sob os regimes de luminosidade claro contínuo, escuro contínuo e alternado (12 horas claro/ 12 horas escuro). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3x3, com cinco repetições. Foi avaliado o diâmetro das colônias e calculado o Índice de Velocidade de Crescimento Micelial (IVCM) do patógeno. O maior IVCM do patógeno foi observado no meio V8, sob regime claro contínuo, quando comparados aos demais tratamentos, sendo estas condições as mais indicadas para futuros estudos que envolvam o cultivo de Colletortrichum sp.
Thesagro: Ceiba pentandra
Crescimento.
Data Created: 2017-12-11
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ColletotrichumCBA.pdf239,15 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace