Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1002020
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Monitoramento por Satélite - Capítulo em livro científico (ALICE)
Data do documento: 9-Dez-2014
Tipo do Material: Capítulo em livro científico (ALICE)
Autoria: GREGO, C. R.
RODRIGUES, C. A. G.
VAZ, C. M. P.
VICENTE, L. E.
HURTADO, S. M. C.
RABELLO, L. M.
BRANCALIÃO, S. R.
JORGE, L. A. de C.
AFFONSO, R. B.
Informaçães Adicionais: CELIA REGINA GREGO, CNPM; CRISTINA APARECIDA G RODRIGUES, CNPM; CARLOS MANOEL PEDRO VAZ, CNPDIA; LUIZ EDUARDO VICENTE, CNPM; SANDRO MANUEL CARMELINO HURTADO, IAC; LADISLAU MARCELINO RABELLO, CNPDIA; SANDRO ROBERTO BRANCALIÃO, IAC; LUCIO ANDRE DE CASTRO JORGE, CNPDIA; RICARDO BERNADO AFFONSO, BOLSISTA CNPM.
Título: Integração espacial de dados para agricultura de precisão na unidade piloto com cana-de-açúcar, Mogi Mirim, SP.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: BERNARDI, A. C. de C.; NAIME, J. de M.; RESENDE, A. V. de; BASSOI, L. H.; INAMASU, R. Y. (Ed.). Agricultura de precisão: resultados de um novo olhar. São Carlos: Embrapa Instrumentação, 2014.
Páginas: p. 458-466.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Geoestatística
Interpolação por krigagem
Variabilidade espacial
Zonas homogêneas
Conteúdo: Uma das principais aplicações da agricultura de precisão na cana-de-açúcar é a identificação da variabilidade espacial dos fatores de produção. O objetivo do trabalho foi a integração de informações espaciais de solo e planta para identificação das zonas homogêneas na Unidade Piloto com cana-de-açúcar, Mogi Mirim, SP. Os dados foram coletados na área com cana-de-açúcar na safra 2011/2012 com grade mínima de 90 pontos. Foram coletadas amostras de solo e planta: granulometria (15 cm); densidade do solo (15 e 30 cm); resistência à penetração do solo (0-10, 10-20 e 20-30 cm); número de colmos (colmos m-2); índice de vegetação (NDVI) pelo sensor Crop Circle; condutividade elétrica do solo pelo sensor Veris (30 e 90 cm). De acordo com os resultados houve dependência espacial para a maioria dos atributos do solo e da planta, e a interpolação permitiu visualizar a divisão da área em duas partes, uma ao norte da área e outra ao sul, separadas pela pedreira identificada na imagem de satélite e na imagem do veículo aéreo não tripulado. Também foram identificadas duas regiões distintas quanto ao número de colmos e o índice de vegetação. A condutividade elétrica apresentou dependência espacial de fraca a nula e não foi identificada relação espacial com os demais atributos. Assim, a partir da análise geoestatística, foi possível a identificação de duas zonas homogêneas, o que pode vir a auxiliar na tomada de decisão quanto ao manejo localizado da propriedade agrícola estudada.
Ano de Publicação: 2014
ISBN: 978-85-7035-352-8
Aparece nas coleções:Capítulo em livro científico (CNPM)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
4225.pdf638,22 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace