Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1074434
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Agroindústria de Alimentos - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 24-Ago-2017
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: CASTRO, I. M. de
ANJOS, M. R. dos
CALIXTO, F. A. A.
MACHADO, E. S.
CRUZ FILHO, A. G. da
FREITAS, S. C. de
Informaçães Adicionais: IZABELA MIRANDA DE CASTRO, CTAA; MARIANNA RAMOS DOS ANJOS, CTAA; Flavia A. A. Calixto, FIPERJ; Eduardo S. Machado, FIPERJ; Antonio Gomes da Cruz Filho, FIPERJ; SIDINEA CORDEIRO DE FREITAS, CTAA.
Título: Determinação multirresíduo de agrotóxicos organoclorados em pescado de captura por CG-DCE.
Fonte/Imprenta: In: ENCONTRO NACIONAL, 20.; CONGRESSO LATINO AMERICANO DE ANALISTAS DE ALIMENTOS, 6., 2017. Belém. Segurança e qualidade de alimentos. Belém, PA: LACEN: UFPA, 2017. p. 1-3.
Idioma: pt_BR
Notas: ENAAL. Seção Trabalhos. Ref. 2889. Promoção: SBAAL. 13 a 16 de agosto.
Palavras-chave: Organoclorados
Pescado
CG-DCE
Conteúdo: Um dos principais fatores responsáveis pela redução da qualidade dos alimentos é a presença de contaminantes, e a sua segurança para consumo. A aplicação intensa de defensivos na agricultura possibilita a contaminação de rios e mares com substâncias tóxicas, agrotóxicos e fertilizantes inorgânicos, que podem vir a contaminar este ecossistema e consequentemente os animais aquáticos desse bioma, levando a uma situação onde o pescado passa a estar fora dos padrões recomendados de saudabilidade. Os agrotóxicos causam grande impacto devido à persistência ambiental, bioacumulação e alta toxicidade. Neste estudo, pretende-se otimizar e validar um método multirresíduo de análise de pesticidas em pescado. Nesta proposta, pretende-se analisar os contaminantes químicos ? resíduos de pesticidas. O objetivo do estudo é verificar os níveis de contaminação deste produto no que tange a saudabilidade em pescado obtido por captura na Baía de Sepetiba que é um dos importantes ecossistemas aquáticos do Estado do Rio de Janeiro.
Ano de Publicação: 2017
ISSN: 2175 1781
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CTAA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
288909082017115306.pdf276 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace